fbpx
Lutas

Judô masculino fica em 6º nos Jogos Regionais

Resultados ajudaram na conquista do título de campeã geral por Piracicaba

A equipe piracicabana encerrou a participação com o sexto lugar no evento em Botucatu (Foto: Divulgação)

Campeã dos 63º Jogos Regionais, Piracicaba encerrou a participação em Botucatu com a sexta colocação geral no judô masculino. A equipe ficou com o quinto lugar na disputa de equipes, com os atletas Bruno Cangiani, Elias Takeshi, Rauni Cezarino, Ricardo Almeida e Victor Gloto, e ainda conquistou duas medalhas de bronze no nage-no-kata, com Cezarino e Takeshi, e na categoria -55 kg, também com Reuni Cezarino. O treinador Edinho Everaldo destacou o empenho do grupo que defendeu a cidade no evento em Botucatu.

“A participação foi positiva, os atletas mostraram empenho e contribuiram para que Piracicaba conquistasse o título de campeão geral dos Jogos Regionais. Agora, é ajustar os atletas necessários para que cada um dispute na categoria de peso específica, para somarmos assim uma maior pontuação. O campeonato exige uma equipe completa e isso é determinante para que no geral possamos melhorar”, avaliou Edinho.

DESENVOLVIMENTO

Vencedor do processo de chamamento público, o projeto Judô Pira 2024 (Caldeirão Futebol Clube), iniciado em novembro de 2018, é responsável pelo desenvolvimento do judô masculino e oferece aulas gratuitas da modalidade à população piracicabana. As atividades acontecem na Academia Edinho Company (rendimento) e em núcleos de iniciação espalhados pelos bairros Bosques do Lenheiro, Jaraguá, Jardim Nova Iguaçu e Santa Teresinha. Atualmente, cerca de 150 jovens são atendidos.

“A ideia é formar uma rede de iniciação para ‘abastecer’ o núcleo de rendimento. Na iniciação, a principal meta em 2019 é participar e classificar os alunos integrantes para a final estadual dos Jogos Escolares do Estado de São Paulo, o que ocorrerá naturalmente a partir do aumento do número de praticantes. No rendimento, além de representar bem a cidade, o crescimento estará fortemente associado à evolução dos jovens nos núcleos de iniciação”, destacou o coordenador Rodrigo Weber.

Voltar