fbpx

Líder Esportes

Tênis de Mesa

Jennyfer Parinos vence Seletiva Mundial e estará em Tóquio

Mesatenista da Fran TT garante vaga na classe 9 feminina e vai à Paralimpíada no Japão

Jennyfer Parinos, mesatenista da Fran TT
Jennyfer Parinos, mesatenista da Fran TT, está classificada para os Jogos de Tóquio (Foto: Divulgação)

Atleta da equipe piracicabana Fran TT, a mesatenista Jennyfer Parinos, medalhista paralímpica por equipes nos Jogos do Rio, em 2016, está classificada para a Paralimpíada de Tóquio. No último sábado (5), em Lasko, na Eslovênia, Jennyfer venceu a Seletiva Mundial válida pela classe 9 feminina, batendo a ucraniana Iryna Shynkarova na decisão, por 3 sets a 0, com parciais de 11/4, 11/6 e 11/1. Apenas uma atleta de cada classe conquistava a vaga direta nos Jogos.

Na primeira partida do dia, pela semifinal do torneio, Jennyfer dominou as ações desde o início, impondo o ritmo de jogo e forçando os erros da sul-coreana Kum-hea Kim, sexta colocada no ranking mundial da classe 9 feminina. A brasileira conseguiu uma vitória folgada, por 3 a 0 (11/7, 11/3 e 11/7), avançando para a final. Shynkarova, 12ª do ranking, havia eliminado a russa Olga Komleva, responsável pelo único revés que Jennyfer sofreu na Seletiva Mundial, logo na primeira rodada.

Décima colocada no ranking mundial, a atleta da Fran TT entrou na mesa em ritmo alucinante, vencendo com facilidade a primeira parcial. A ucraniana dificultou mais as ações da brasileira no segundo set. Mesmo assim, Jennyfer ainda seguia dominando. No terceiro, foi um passeio: Iryna errou muito e viu a rival fazer 11/1. Jennyfer garantiu a vaga de forma incontestável e passou a ser a 11ª mesatenista confirmada nos Jogos de Tóquio. Emocionada, a atleta chorou após cumprir a meta.

Jennyfer Marques Parinos, atleta da equipe de tênis de mesa da Fran TT

Jennyfer Parinos buscará em Tóquio a segunda medalha paralímpica na carreira (Foto: Arquivo/Fran TT)

“Estou em êxtase, é algo surreal. Comecei a Seletiva Mundial perdendo. Mesmos assim, consegui reverter a situação na minha cabeça. Todo o trabalho técnico e mental que fiz no Centro de Treinamento Paralímpico foi muito importante para que eu entrasse nestes dois últimos jogos muito preparada. Antes de vir para cá, eu disse que já tinha treinado toda a técnica e eu teria de manter o foco. Consegui manter o foco, a concentração e deu tudo certo. Estou muito, muito feliz”, afirmou.

*Informações: Nelson Ayres/CBTM

Voltar