fbpx
Kickboxing

Isaias supera rival, hostilidade e vence de novo

Lutador derrota Matheus Vinicius, fatura título do KFC e desabafa: 'Incomodou'

Isaias Silva, lutador de kickboxing
Isaias Silva superou o ambiente hostil e venceu mais um adversário (Foto: Mauricio Bento/Líder Esportes)

Dono de um currículo recheado de conquistas nacionais e internacionais, o lutador Isaias Silva conquistou no último sábado (13) uma vitória de extrema importância no KFC 5, competição amadora realizada no Centro Comunitário de Ártemis. O triunfo veio contra Matheus Vinicius, pela categoria K1 (57 kg), após três rounds. Apesar do ambiente hostil, segundo o atleta provocado pelo estafe do adversário, e pela decisão contestável da arbitragem, que apontou empate após dois rounds e forçou o terceiro e decisivo assalto, Isaias superou o rival por decisão unânime na contagem final.

Depois do combate, Isaias avaliou a própria participação como positiva visando a disputa do Campeonato Brasileiro. Porém, o lutador não deixou de desabafar sobre a situação que viveu em cima do ringue no último fim de semana. “Foi uma luta muito boa e, para mim, serviu para avaliar bem o que estou fazendo, pensando no Brasileiro. Foram três rounds, enfrentei um bom adversário. Agora é focar e treinar ainda mais”, disse. “O que aconteceu, incomodou, vai servir para rever os meus conceitos. Espero lutar apenas os eventos mais importantes daqui para frente”, afirmou.

DESABAFO

O desabafo, sobretudo, é pela forma como Isaias diz ter sido recebido na luta. “Peguei experiência e não digo em termos de luta, mas pensando na forma como lidar com as pessoas. Não fui bem recebido, não sei o motivo pelo qual a equipe do adversário xingou eu o tempo todo, desmerecendo minha carreira, debochando de mim. Isso não me agradou. Fiquei triste, pois não é fácil ganhar o que eu ganhei no mundo da luta, e se eu conquistei o espaço que tenho, é porque eu corri atrás. Faltou humildade do lado de lá. As pessoas lembram de você apenas quando precisam”, desabafou.

Em 2017, o lutador de Piracicaba terá ainda três eventos importantes no segundo semestre: Brasileiro, Sul-Americano e Mundial. O foco, agora, é treinar para chegar bem nas três competições. “Eu estudo os caras que vou enfrentar. Não vem ao caso citar os nomes, mas planejo minha estratégia com base em como os adversários lutam. Um deles é muito rápido, chuta bastante, tem muito volume de luta. Então, eu foco em trabalhar potência, sair e pegar, velocidade. Isso pode fazer diferença. O KFC foi uma preparação neste sentido”, completou o campeão.

Voltar