fbpx
Futebol

‘Investimos pensando no acesso’, diz Bortoletto

Presidente fala sobre objetivo na Série A2 e comenta saída de André Cunha

Arnaldo Bortoletto espera que o XV consiga, enfim, o acesso para a elite estadual (Foto: Líder Esportes)

Prestes a estrear no Campeonato Paulista da Série A2, o XV de Piracicaba tem o elenco praticamente fechado para o início da competição. Podendo inscrever 26 atletas na lista principal, o Nhô Quim deve deixar três vagas em aberto para trazer mais reforços para a reta final do Estadual. “A busca será pontual para a classificação, caso alguém se machuque ou tenha alguma posição faltando. Aí vamos investir, tentando fazer como fizemos na Copa Paulista”, disse o presidente do Alvinegro, Arnaldo Bortoletto, em entrevista concedida nesta quinta-feira (16) à Jovem Pan News.

O mandatário quinzista também falou sobre o orçamento do departamento de futebol, que acabou ultrapassando o valor inicial traçado para o pagamento de atletas. “Fomos atrás de jogadores, dentro desse orçamento que nós traçamos, de R$ 250 mil, e agora no início do ano nós tivemos a dispensa do Samuel. Então, para trazer um jogador só para compor o elenco, nós não queríamos. Encontramos o Diego (Jussani, zagueiro) e conseguimos trazer, mas isso onera a folha”, afirmou.

“Trouxemos um jogador de referência, o Daniel Costa, que é piracicabano, bom batedor de falta. Esse investimento nós fizemos pensando no acesso. Estamos fazendo tudo para isso. Vamos cobrar da comissão técnica e dos jogadores, que cumpram o que estamos fazendo no papel”, completou Bortoletto. O XV de Piracicaba estreia na Série A2 do Campeonato Paulista na próxima quarta-feira (22), às 20h30, contra a Portuguesa no Canindé, em São Paulo.

ANDRÉ CUNHA

Ídolo do Nhô Quim, o meia André Cunha deixou o clube em dezembro de 2019. Arnaldo falou sobre a saída do atleta. O episódio pode parar na Justiça. “Quando acabou a Série A2, nós chamamos o André e conversamos, pois o próprio treinador (Tarcísio Pugliese) achava que ele não tinha o volume (de jogo) que ele queria para jogar. O André já estava com 40 anos e ele (Pugliese) queria um jogador fisicamente mais forte. Chamamos o André para compor a comissão técnica até o final do ano (2019), mas ele nos disse que ainda tinha potencial, faria uma cirurgia e achava que ainda conseguiria jogar. Acabou o contrato (31 de julho) e ele fez a cirurgia”, contou.

XV de Piracicaba x Noroeste - Gol de André Cunha

André Cunha deixou o XV de Piracicaba no fim da última temporada (Foto: Arquivo/Líder Esportes)

“Nós chamamos ele novamente fazer um acordo, onde pagaríamos ‘X’ até o final do ano para ele não ficar sem receber. A princípio ele tinha aceitado, mas acho que ele falou com o advogado e, quando chegou o final do ano, que fomos liquidar, ele disse que era pouco e queria mais. Nós não tínhamos nem caixa para pagar o que ele pediu. Falamos que encerraríamos o contrato, liquidamos a pendência que tínhamos e estamos aguardando”, relatou Bortoletto.

“Com certeza ele pode, se achar que foi lesado em alguma situação, acionar a Justiça. Ainda não recebemos manifestação nenhuma. Não houve atrito e nem nada até o momento”, disse o mandatário, acrescentando que não foi feita proposta para que André Cunha permanecesse trabalhando na comissão técnica em 2020. “Não houve convite para permanecer, pois não havia mais espaço. Isso houve na ‘Copinha’ (Copa Paulista)”, concluiu o presidente do XV.

Voltar