fbpx

Líder Esportes

+ Esportes

Instituto Passe de Mágica: conhecimento expande legado para fora do país

Projeto em uma das maiores favelas da Argentina recebe assessoria do IPM e cria própria identidade

La Nuestra Fútbol Feminista
Futebol, capacitação e desenvolvimento humano: projeto La Nuestra é assessorado pelo Instituto Passe de Mágica

*Fotos: La Nuestra Fútbol Feminista/Facebook

A grandeza de um projeto pode ser medida pelo seu legado. O Instituto Passe de Mágica, associação sem fins lucrativos fundada em 2004 pela medalhista olímpica e campeã mundial de basquete, Magic Paula, é exemplo quando o tema é trabalho bem feito. Referência de educação e desenvolvimento humano pelo esporte, o IPM sempre apostou em compartilhar conhecimento, o que gerou frutos inclusive no exterior. Há cinco anos, a partir de um convite realizado pela Nike e em parceria com a Laureus Fondation Argentina, teve início uma ação com três pautas definidas: capacitação de funcionários, formação de uma rede de treinadoras e treinadores, e o feminismo no futebol.

O desafio tem nome próprio: La Nuestra Fútbol Feminista, organização de base comunitária e trabalho voluntário que foi criada em 2007, instalado no coração da Villa 31, uma das maiores favelas da Argentina, em Buenos Aires, que hoje reúne cerca de 50 mil pessoas. La Nuestra exerce papel relevante no que diz respeito à disputa de espaço para as mulheres, num contexto histórico repleto de lutas. “O trabalho com as mulheres é o mais recente. Na prática esportiva, havia uma reprodução do ensino da modalidade a partir da referência do futebol masculino. Depois de uma série de reflexões, elaboramos um material didático com identidade própria”, contou William Boudakian, gerente de projetos do Instituto Passe de Mágica.

‘O IPM atualmente assessora o La Nuestra em diálogos sobre como praticar a educação popular nos treinos de futebol’

“Nós entendemos o quanto é necessário respeitar esse lugar de existência e de resistência das mulheres. Ali estão preservados os princípios do projeto, com uma pedagogia crítica de Paulo Freire, de educação inclusiva e participativa. La Nuestra tem sonhos”, afirmou William. A atuação do Instituto Passe de Mágica na Argentina é de assessoria e contribuição para a sistematização de um material didático de referência. Apesar da pandemia causada pela Covid-19, a construção de ideias e as transformações não deixaram de acontecer.

La Nuestra Fútbol Feminista

A Villa 31 é uma das maiores favelas da Argentina e representa importante espaço de luta para as mulheres

“Elas relatam que aproveitaram muito os encontros para refletir mais profundamente sobre como atuam. Efeitos práticos disso são que, ao retomarem os treinos no mês de outubro, conseguiram um campo a mais e aumentaram para três horas o tempo de cessão dos mesmos. Agora tem dois campos para treinos na Villa 31, o que permite que todas as categorias possam ter treinos sem ter que dividir o campo. Elas também conquistaram uma pequena sede com espaço para escritório, guarda de materiais e banheiro para o coletivo, algo muito sonhado mas que ainda não tinham na comunidade, e construíram o ‘Modelo de Jogo do La Nuestra’, com elementos pedagógicos e feministas, o currículo para cada categoria e também o planejamento semanal das mesmas”, disse Paula Korsakas.

Consultora e pesquisadora em esporte e desenvolvimento humano, Korsakas é responsável pela assessoria dada pelo IPM ao projeto na Argentina. Ativista pelo direito ao esporte e igualdade de gênero, a profissional atua como formadora de treinadores e treinadoras em diferentes contextos e modalidades esportivas no Brasil e na América do Sul. “Conheci o La Nuestra em 2019. Desde então, sou a facilitadora da Comunidade de Prática em educação popular, feminismo e futebol, que é um espaço de encontro e aprendizagem para refletir e potencializar a prática pedagógica das treinadoras do coletivo”, relatou.

La Nuestra Fútbol Feminista

La Nuestra é organização de base comunitária e trabalho voluntário que foi criada no ano de 2007

A Comunidade de Prática, citada por Korsakas, estava planejada para acontecer no primeiro semestre, intercalando encontros virtuais e mensais de reflexão com a experimentação prática durante os treinos. O objetivo era aproximar a prática pedagógica e o ensino-treino do futebol, com os princípios da educação popular em uma perspectiva feminista. “As treinadoras são todas voluntárias e algumas delas não tem formação específica na área de educação física ou esporte, e sempre estão em busca de qualificar o que fazem”, disse Korsakas. A Comunidade de Prática teve início em março, porém, com a pandemia, os treinos foram suspensos.

“Por esse motivo, o percurso da Comunidade de Prática acabou sendo voltado para os diálogos na busca de compreensão e construção de intersecções entre educação popular e pedagogia do esporte no futebol. Com a extensão do projeto até o final de 2020, nós avançamos para um processo mais aplicado de construção do Currículo La Nuestra, com os eixos esportivo, histórico e político, elencando os conteúdos e meios de aprendizagem para cada uma das categorias”, explicou Korsakas.

La Nuestra Fútbol Feminista

As mulheres agora tem dois campos na Villa 31, o que permite que todas as categorias possam treinar

A Comunidade de Prática tem como pilares a troca de experiências, expansão de conhecimento e o desenvolvimento de capacidades. Atualmente, o Instituto Passe de Mágica mantem seus núcleos em Piracicaba e São Paulo com recursos via Lei de Incentivo ao Esporte, na esfera federal, o que possibilita o patrocínio da Caterpillar, Drogasil, Grupo Aliança, IBM, Klabin, Portocred, Sabesp e Via Varejo. O IPM, que recebe apoio institucional da Nike e Laureus Foundation, hoje assessora o La Nuestra em diálogos sobre como praticar a educação popular nos treinos de futebol. Isso ocorre a partir da maior autonomia dada às jogadoras para que elas aprendam a ler o jogo e tomem as próprias decisões. É o legado colocado em prática.

Voltar