fbpx
Futebol

História sem fim: XV sofre empate na última bola

Alvinegro deixa escapar a vitória no último minuto do jogo contra o Barretos

Barreto marcou o gol que abriu o placar no estádio Fortaleza (Foto: Mauricio Bento/Líder Esportes)

“Tem um ‘calombo’ lá, não tem condição. Mas, é o que tem para hoje”, disse o goleiro Mateus Pasinato, após aquecer e antes de ir para o vestiário visitante se trocar para o jogo. O péssimo gramado, cujo desnivelamento aumentava visivelmente a altura do gol, foi apenas um dos ingredientes da noite deste sábado (18) no estádio Fortaleza. Arquibancadas sem segurança, banheiros sem condição de uso, venda de ingressos fora da bilheteria e com preços diferentes do que estava impresso… Para jogadores e torcedores do XV de Piracicaba, a viagem a Barretos foi recheada de ‘surpresas’. O pior, porém, viria no último lance do jogo.

Até os 48min, o XV vencia o Barretos com um gol de Barreto. Não é piada. Como também não é notícia velha que a vitória escapou na última bola, em falta boba do volante Gilson e cobrada por Tarracha. Com o empate, o Alvinegro chegou aos sete pontos e ocupa provisoriamente a 13ª colocação, mas segue vendo de perto a zona de rebaixamento – caem seis. Na sétima rodada da Série A2 do Campeonato Paulista, o Nhô Quim recebe o Velo Clube, sexta-feira (24), às 19h15, no estádio Barão da Serra Negra. O jogo provavelmente terá promoção da troca de ingressos por garrafas pet.

O técnico Cléber Gaúcho fez apenas uma mudança em relação ao time titular que começou a partida da última terça-feira (14), na vitória sobre o Guarani. Na referência do ataque, Bruno Aquino entrou no lugar de Rafael Gomes. O Nhô Quim mandou no primeiro tempo, que teve como destaque o goleiro Wanderson. O ex-quinzista, atual camisa 1 do Barretos, fez três excelentes defesas antes do intervalo, mas não teve como impedir o gol isolado na primeira etapa. Aos 8min, Zé Mateus invadiu a grande área e finalizou em cima do zagueiro Linno, mas a bola sobrou limpa para Barreto, que chutou com força para abrir o placar: 1×0.

Barretos 1x1 XV de Piracicaba

O estádio Fortaleza não vai deixar saudades para a torcida alvinegra (Foto: Rafael Cortinovis/Líder Esportes)

Wanderson evitou o segundo gol alvinegro com duas ótimas defesas em menos de dois minutos: primeiro após o cabeceio de Bruno Aquino; na sequência, o goleiro defendeu a bela conclusão de Bruninho. Do Barretos, pouca coisa a destacar no primeiro tempo. Na única investida perigosa ao ataque, Chuck empurrou Carlinhos antes de cabecear para o gol de Mateus Pasinato – o gol foi corretamente anulado. A paciência do técnico Vitor Hugo durou 23 minutos. O treinador substituiu o volante Diego Araújo pelo meia Danilo Sacramento, ambos ex-quinzistas.

A segunda etapa começou com um lance que deu a falsa impressão de que o panorama dos primeiros 45 minutos se repetiria: depois de um erro na saída de bola adversária, Bruno Aquino emendou o chute na entrada da área, mas a bola subiu e passou sobre o gol. A situação, então, se inverteu: foi o Barretos que controlou as ações e rondou a meta defendida por Mateus Pasinato, que foi seguro todas as vezes que saiu do gol e se virou como pôde para pegar os chutes que quicavam no terrível gramado do estádio Fortaleza.

Cléber Gaúcho moveu a primeira peça do banco de reservas com Romarinho no lugar de Barreto. Depois, o técnico sacou de campo um volante pelo outro: Formigoni saiu reclamando de dores; Gilson entrou para recompor o setor. Incapaz de aproveitar os contra-ataques para ‘matar’ o jogo, o XV escapou do empate aos 44min, quando Wesley cruzou e a bola sobrou limpa para Linno, que encheu o pé e viu Mateus Pasinato fazer excelente defesa. No último minuto dos acréscimos, contudo, o goleiro foi vazado. Aos 48min, a falta boba cometida pelo volante Gilson foi bem cobrada por Tarracha. Duro golpe: 1×1.

FICHA TÉCNICA

BARRETOS ESPORTE CLUBE

 BARRETOS

Wanderson; Valdir, Leonardo, Linno e Tarracha; Russo, Chuck, Diego Araújo (Danilo Sacramento e Tiago) e Marllon (Wesley); Rafael e Vinícius. Técnico: Vitor Hugo

Esporte Clube XV de Piracicaba

1  XV DE PIRACICABA

Mateus Pasinato; Carlinhos, Marcos Vinícius, Rodrigo e Samuel; Formigoni (Gilson), Clayton e Zé Mateus; Barreto (Romarinho); Bruninho e Bruno Aquino. Técnico: Cléber Gaúcho

Gols: Bruno Aquino (XV) aos 8min/1ºT; Tarracha (BAR) aos 48min/2ºT | Árbitro: Leonardo Ferreira Lima | Cartões amarelos:  Chuck (BAR);  Rodrigo (XV) Público: Não divulgado | Renda: Não divulgada

 

Voltar