fbpx
Karatê

Hernani Veríssimo é campeão da Copa São Paulo

Na véspera da Premier League, atleta piracicabano garante título estadual

Hernani Veríssimo, lutador de karatê da equipe Sport Way Piracicaba
Hernani Veríssimo volta a disputar a Premier League no próximo fim de semana (Foto: Líder Esportes)

O piracicabano Hernani Veríssimo voltou ao lugar mais alto do pódio no último fim de semana, com a conquista da Copa São Paulo de Karatê. Bicampeão pan-americano, o lutador venceu as quatro lutas que disputou para garantir a medalha de ouro na categoria -75 kg. Além de Hernani, a equipe Sport Way/Selam foi representada por Lucas Azevedo (-84 kg) na competição. Com uma virose, o atleta de Piracicaba teve a performance prejudicada, empatando os dois combates que realizou, ambos com a pontuação zerada.

“Fiquei feliz com o resultado. A competição foi bem organizada, não esperava fazer quatro lutas na chave. Pude enfrentar alguns atletas mais novos e também adversários mais experientes, que já tinha enfrentado. Foi importante para resgatar a confiança antes de uma viagem importante”, afirmou Hernani, que embarcou nesta terça-feira (11) para a Alemanha. No próximo fim de semana, ele irá disputar a etapa de Berlim da Premier League, a Liga Mundial de Karatê.

CALENDÁRIO

Recuperado, Lucas Azevedo viaja nesta sexta-feira (14) para Macapá (AP), para a disputa o Open Amapá, competição que faz parte do Circuito Open Nacional, supervisionado pela CBK (Confederação Brasileira de Karatê). O evento também marca o retorno ao país da atual medalhista de ouro dos Jogos Pan-Americanos, Natalia Brozulatto. No último fim de semana, a lutadora participou do Aberto de Budapeste, na Hungria, mas não conseguiu chegar ao pódio.

No Leste Europeu, Natalia Brozulatto enfrentou logo na estreia a eslovaca Miroslava Kopunova, atual quarta colocada no ranking mundial da WKF (sigla em inglês para Federação Mundial de Karatê). Após um início de luta equilibrado, Kopunova abriu o placar e soube administrar a vantagem e o cronômetro para vencer. A eslovaca, porém, foi eliminada logo na segunda rodada, o que tirou da brasileira a chance de repescar. “Nós sabíamos que não seria fácil, a categoria estava bem forte, mas a participação foi muito importante para a Natalia”, avaliou o técnico Diego Spigolon.

Voltar