fbpx
Judô

Heisei começa temporada 2019 com 8 medalhas

Evento marca o retorno de Gabriel e Rene Mattos com pódio em Araraquara

Gabriel e Rene Mattos, atletas de judô da equipe Heisei Piracicaba
Gabriel e Rene Mattos, atletas de judô da equipe Heisei: retorno com triunfo para a dupla (Foto: Líder Esportes)

Na primeira competição que disputou em 2019, a equipe piracicabana Heisei fechou a participação na Copa Real União de Judô com oito medalhas conquistadas, sendo duas de ouro, duas de prata e quatro de bronze. O evento foi realizado na cidade de Araraquara, no último domingo (10), e reuniu cerca de 400 atletas. Os judocas Rene Mattos e Isabela Curti subiram ao lugar mais alto do pódio nas categorias adulto médio (-90 kg) e sub-11 ligeiro, respectivamente.

“Os lutadores mais experientes, Rene, Walker e Gabriel, não decepcionaram e ficaram em primeiro, segundo e terceiro lugares. Muitos dos atletas que competiram pela primeira vez também conquistaram medalhas. Foi surpreendente para nós. Até mesmo os que não conseguiram medalhas lutaram muito bem”, destacou o técnico Beninho Mattos. Gabriel, que ficou com o bronze em Araraquara, não lutava há mais de uma década e subiu ao pódio no retorno.

“Cara de cansado, sorriso no rosto e medalha no peito. Participar de um campeonato de judô e ficar na terceira colocação, sensação maravilhosa que não sentia há mais de dez anos. Agora, de volta aos treinos”, afirmou o judoca nas redes sociais. A próxima competição da Heisei é a Copa São Paulo, organizada pela Federação Paulista de Judô, que vai acontecer nos dias 23 e 24 de março. Em abril, a equipe piracicabana deve marcar presença em três torneios, entre eles o Interestadual Sênior.

TÍTULO

A Copa Real União também marcou a volta do judoca e professor Rene Mattos ao tatame. O atleta conseguiu subir ao lugar mais alto do pódio. Os desafios até a medalha dourada, porém, começaram fora da área de luta. “No sábado, eu vi que não conseguiria bater o peso para a categoria -81 kg e acabei lutando na categoria médio (-90 kg). Ganhei as quatro lutas que fiz e fiquei campeão. A dificuldade que senti eram os adversários mais fortes, mais pesados e mais altos do que eu estava acostumado a lutar”, relatou Rene.

Voltar