fbpx
Futebol

Gustavo Alvim morre aos 81 anos em Piracicaba

Ex-presidente do XV será sepultado nesta quinta-feira, no Cemitério da Saudade

Gustavo Jacques Dias Alvim, ex-presidente do XV de Piracicaba
Gustavo Jacques Dias Alvim foi reitor da Universidade Metodista de Piracicaba (Foto: Bolly Vieira)

O esporte piracicabano está de luto. Morreu nesta quarta-feira (15), aos 81 anos, o professor Gustavo Jacques Dias Alvim, ex-presidente do Esporte Clube XV de Novembro Piracicaba, agremiação que dirigiu entre os anos de 1972 e 1973. O corpo será velado a partir das 15h30, na Catedral Metodista Central de Piracicaba (rua Dom Pedro I, 938, Centro). O enterro acontece nesta quinta-feira (16), às 10h30, no Cemitério da Saudade (avenida Piracicamirim, 2.201, Vila Monteiro). Alvim estava internado na UTI do Hospital Unimed Piracicaba, após realizar cirurgia na última segunda-feira (13).

Nascido em 27 de setembro de 1936, Vera Cruz, Alvim veio a Piracicaba para estudar no final da década de 1940. Em 1964, aos 27 anos, tornou-se diretor dos cursos superiores da Faculdade de Ciências Econômicas, Contábeis e Administração de Empresas (ECA), implantados no Instituto Educacional Piracicabano (IEP). Posteriormente, Alvim foi diretor da Faculdade de Direito e trabalhou como vice-reitor administrativo da Unimep (Universidade Metodista de Piracicaba). De 2013 a outubro de 2016, foi reitor da universidade.

Além de presidente do XV de Piracicaba, Gustavo Alvim comandou a Academia Piracicabana de Letras, foi membro do Instituto Histórico e Geográfico de Piracicaba, Academia Ferroviária de Letras e Panathlon Clube. Presidiu o Rotary Club de Piracicaba Vila Rezende, a Associação Desportiva Unimep e o Conselho Deliberativo do Clube de Campo de Piracicaba. Foi diretor da Federação Paulista de Basquetebol, e diretor do Esporte Clube Rezende e do Bela Vista Nauti Clube.

Como vereador, Gustavo Alvim foi presidente da Câmara Municipal de Piracicaba. Ao longo de sua trajetória, foi homenageado com as medalhas ‘Bicentenário de Piracicaba’ e ‘Prudente de Moraes’, além de receber os títulos de Cidadão Piracicabano e o de ‘Ético na Educação’. Fundador do jornal A Província, teve publicado dois livros e mais de 700 artigos, reportagens, contos, poesias e crônicas na imprensa escrita.

Voltar