fbpx
Futebol

Guly chama torcedores e pede desculpas

Volante diz que está feliz no clube e garante: 'Vou lutar por vocês'

Guly, volante do XV de Piracicaba
Guly, em entrevista coletiva realizada no Barão da Serra Negra (Foto: Mauricio Bento/Líder Esportes)

Um dia após a polêmica entrevista concedida instantes depois da goleada sofrida contra o Oeste, por 4×0, no Barão da Serra Negra, o volante Guly arrependeu-se. Na noite desta quinta-feira (25), o jogador pediu para conversar com torcedores do XV de Piracicaba. A reunião foi realizada no vestiário do estádio municipal e contou com as presenças de lideranças da Torcida Uniformizada Esquadrão, além do presidente Celso Christofoletti, o vice Ricardo Moura, o gerente de futebol Beto Souza, o técnico Evaristo Piza e o meia André Cunha. Nas redes sociais, o clube divulgou um vídeo com os pedidos de desculpa feito pelo atleta:

“Galera do XV de Piracicaba e torcedores. Vim aqui humildemente pedir desculpas pelas palavras que foram ditas na entrevista de ontem, na coletiva após o jogo. Sei que é muito difícil, mas é importante a presença de vocês para apoiar o clube, o time. Que continuem apoiando todos nós e espero também que a gente possa fazer um grande campeonato. Estou muito feliz aqui no XV também, vou defender a camisa, assinei em um projeto importante. Não vou deixar de correr e jogar por vocês. Peço desculpas novamente. É isso. Muito obrigado”, disse Guly.

“O Guly teve humildade e quis explicar para nós a situação. Ele mostrou caráter e falou como prejudica o XV quando os torcedores vêm ao estádio apenas para criticar. O Guly contou que, em 2016, quando ele jogava pelo Ituano, veio fazer uma partida em Piracicaba e o XV estava ganhando de 1×0. Naquele dia, o Magal (volante) errou um lance na lateral e a torcida se voltou contra ele. Foi quando o Ituano começou a acreditar que poderia ganhar, e eles viraram para 4×1”, relatou Felipe Gema, presidente da organizada.

Após a goleada sofrida pelo XV de Piracicaba contra o Oeste, por 4×0, nesta quarta-feira (24), Guly pediu ao clube para conceder entrevista coletiva antes do técnico Evaristo Piza. Com a derrota, o Alvinegro encerrou a terceira rodada da Série A2 do Campeonato Paulista na 15ª colocação, na zona de rebaixamento. Na conversa com a imprensa, o jogador condenou as críticas dos torcedores e pediu para que vaiassem apenas ele. O Alvinegro volta a campo neste sábado (27), às 16h, para encarar a Portuguesa no Canindé, em São Paulo. A partida é válida pela quarta rodada.

Voltar