fbpx
Futebol

Goleiro evita derrota do XV em Novo Horizonte

Bruno Brígido tem excelente atuação no empate por 1x1 deste sábado (19)

Novorizontino 1x1 XV de Piracicaba - Henrique Santos
Henrique Santos deu a assistência para o gol de Julinho em Novo Horizonte (Foto: Mauricio Bento/Líder Esportes)

Novorizontino e XV de Piracicaba empataram por 1×1 neste sábado (19), em Novo Horizonte, em jogo válido pela 10ª rodada do Paulistão. O resultado é ruim para as duas equipes, que continuam ameaçadas de rebaixamento. O time alvinegro, que jogou todo o segundo tempo com um homem a menos depois da expulsão de Fábio Sanches, abriu o placar com Julinho, já na segunda etapa, mas permitiu o empate de Michel nos instantes finais. O goleiro Bruno Brígido, com quatro defesas difíceis, foi o nome do jogo. O Nhô Quim chegou aos 12 pontos e segue em quarto no Grupo C – a equipe aguarda a conclusão da rodada para saber se entra ou continua fora da zona de rebaixamento.

Julinho entrou no segundo tempo e fez de cabeça o gol do Nhô Quim

A bola aérea é definitivamente o ponto mais fraco do XV de Piracicaba, que começou a partida encurralado pelo Novorizontino. Nos dez primeiros minutos, o Tigre teve um gol corretamente anulado após cobrança de falta de Pedro Carmona e cabeceio de Domingues, reclamou com razão de pênalti não assinalado de Clayton sobre Cléo Silva e exigiu defesa espetacular de Bruno Brígido em nova infração cobrada por Pedro Carmona.

A fragilidade nas bolas pelo alto é uma característica marcante do time dirigido por Narciso. A outra é a dependência de Fabinho. O camisa 11 criou a primeira chance quinzista aos 20min, ao escapar da marcação pelo lado esquerdo, invadir a área e cruzar para Patrick, que não chegou a tempo de concluir. A rigor, foi a única vez que o XV atacou no primeiro tempo. Aos 40min, a situação ruim complicou de vez: Fábio Sanches agarrou Cléo Silva e levou o segundo cartão amarelo.

Narciso abdicou de vez do ataque para recompor a defesa: Patrick saiu para a entrada do zagueiro Oswaldo. O sufuco pelo alto, porém, continuou o mesmo. Nos cinco minutos que antecederam o intervalo, o Novorizontino criou duas oportunidades claras em bolas aéreas. Com 1,73 m, Cléo Silva parecia um gigante contra a marcação de Heitor (1,90 m) e Oswaldo (1,88 m). De cabeça, o atacante do Tigre carimbou a trave quinzista na primeira chance e errou o alvo por pouco na segunda.

VELOCIDADE

O segundo tempo começou em alta velocidade. Aos 4min, o XV chegou mais uma vez com Fabinho, que chutou para boa defesa de Veloso. Na sequência, o Novorizontino deu o troco: Pereira acertou uma bomba de dentro da área e Bruno Brígido fez outra intervenção importante. Impaciente, Guilherme Alves não esperou o relógio marcar dez minutos para mexer três vezes e lançar o time da casa ao ataque. Narciso respondeu com uma substituição ‘estranha’: arriscou com o lateral Julinho no lugar do apagado Aloísio. E não é que funcionou?

Aos 21min, Henrique Santos puxou toda a marcação pelo lado direito e cruzou para a área. Julinho surgiu como elemento surpresa e fez de cabeça (!) o primeiro gol da tarde no estádio Jorge Ismael de Biasi: 1×0 XV de Piracicaba. Com um homem a menos, o time piracicabano se fechou ainda mais para segurar a vantagem. Daí em diante, Bruno Brígido salvou o Nhô Quim pelo menos três vezes. O goleiro só não conseguiu evitar o empate de Michel. Sabe como? Aos 39min, Roberto levantou a bola na área e o volante Michel ganhou de Oswaldo pelo alto para deixar tudo igual: 1×1. Nos minutos finais, a equipe da casa ainda criou uma chance para desempatar, com Cléo Silva, mas faltou pontaria para consolidar a virada.

FICHA TÉCNICA

Grêmio Novorizontino

1   NOVORIZONTINO

Veloso; Éder Sciola (Luiz Araújo), Jéci, Domingues e Paulinho; Richarlyson (Michel), Adriano (Lima), Pereira e Pedro Carmona; Roberto e Cléo Silva. Técnico: Guilherme Alves

Esporte Clube XV de Piracicaba

1  XV DE PIRACICABA

Bruno Brígido; Daniel Damião, Fábio Sanches, Heitor e Thiago Carleto; Magal, Clayton, Henrique Santos e Aloísio (Julinho); Patrick (Oswaldo) e Fabinho (Adriano Ferreira). Técnico: Narciso

Gols: Julinho (XV) aos 21min e Michel (NOV) aos 39min/2ºT | Árbitro: Marcelo Rogério | Cartões amarelos: Adriano e Luiz Araújo (NOV); Bruno Brígido, Henrique Santos e Fábio Sanches (XV) | Cartão vermelho: Fábio Sanches (XV) | Público: 3.502 pagantes | Renda: R$ 60.350,00

Voltar