fbpx
Corpo & Mente

Fisioterapia preventiva no esporte

A fisioterapia preventiva no esporte vem ganhando cada vez mais espaço e confiança entre os atletas profissionais e amadores, que buscam orientação de especialistas com o objetivo de melhorar a performance, a qualidade de vida e a longevidade. Todos os praticantes de atividade física estão sujeitos a lesões musculoesqueléticas e, muitas vezes, é preciso se afastar dos treinos para se recuperar completamente, o que acaba influenciando o desempenho do atleta. Desta forma, a fisioterapia preventiva tem como objetivo diminuir o número de lesões; preparar o atleta para desempenhar o trabalho respeitando a individualidade de cada um.

A preparação é feita através de uma avaliação prévia do atleta, pois, de acordo com cada modalidade esportiva, alguns músculos são mais exigidos do que outros, provocando um desequilíbrio muscular que aumentará o risco de lesões graves. Na sequência, começa o trabalho de treinamento, segundo a demanda de cada atleta, visando melhorar coordenação, equilíbrio, flexibilidade, força e resistência.

Nas modalidades que exigem dos atletas muitas repetições de saltos, por exemplo, o trabalho de fortalecimento muscular é essencial, pois irá proteger as articulações ajudando na distribuição de forças durante o impacto no solo, protegendo assim articulações, ligamentos e tendões. No taekwondo, o trabalho de flexibilidade é fundamental para evitar as lesões musculares, além do treinamento proprioceptivo, melhorando a estabilidade do atleta durante os chutes e giros.

Para este tipo de treinamento, várias técnicas podem ser utilizadas, como por exemplo o Core Training, trabalho funcional, exercícios posturais, pliométricos, reprodução de gestos esportivos, exercícios proprioceptivos e musculação. Quem trabalha com a fisioterapia esportiva sabe que é quase impossível eliminar todas as lesões e somente através do acompanhamento multidisciplinar, o sucesso do programa preventivo poderá ser alcançado.

Bruna Balbino é fisioterapeuta

Voltar