fbpx
Futebol

Em má fase, Alvinegro reencontra rival histórico

XV e Guarani voltam a se enfrentar no Paulista da Série A2 após decisão de 2011

Cléber Gaúcho, técnico do XV de Piracicaba
Time de Cléber Gaúcho está na zona de rebaixamento, em 18º lugar (Foto: Mauricio Bento/Líder Esportes)

Após a decisão de 2011, XV de Piracicaba e Guarani se reencontrarão pela primeira vez no Campeonato Paulista da Série A2. As equipes entrarão em campo nesta terça-feira (14), às 20h, no estádio Barão da Serra Negra. A partida é válida pela quinta rodada. Enquanto o Nhô Quim tenta sair da zona de rebaixamento, o time de Campinas busca um lugar no G-4.

O Alvinegro ocupa a 18ª colocação, com três pontos. Os comandados do técnico Cléber Gaúcho somam três empates, contra Rio Preto, Água Santa e Taubaté, além de uma derrota, para o Sertãozinho. Já o Bugre tem sete pontos e está em sexto lugar. A equipe venceu Oeste e Rio Preto, empatou com o São Caetano e perdeu para o Bragantino.

“Sabíamos que todos os jogos seriam complicados, mas também esperávamos que já tivéssemos vencido, até para dar um pouco mais de confiança aos jogadores. Infelizmente, esse resultado não veio por algumas razões e estamos trabalhando para que possamos minimizar nossos erros e marcarmos os gols com mais naturalidade”, disse o técnico quinzista, Cléber Gaúcho.

Para o duelo, o treinador poderá contar com o meia Barreto, que cumpriu suspensão na última rodada. Cléber Gaúcho não confirmou a escalação na coletiva de segunda-feira, mas levantou a possibilidade de mudanças. O time deve jogar com: Mateus Pasinato; Carlinhos, Cunha, Marcos Vinicius e Samuel (Cléber); Clayton, Bruno Formigoni e Barreto; Bruninho, Bruno Aquino e Romarinho (Dodô).

TÍTULO

O adversário, somado ao torneio e ao local do confronto, traz boas lembranças ao clube piracicabano e também à sua torcida. Foi no Barão, diante do Guarani, que o XV conquistou o título da Série A2 e garantiu seu retorno à elite do futebol paulista depois de 16 anos nas divisões inferiores. O Nhô Quim bateu o Bugre nos pênaltis, após empate por 2 a 2 no tempo normal.

Voltar