fbpx
Futebol

Em jogo eletrizante, XV e Red Bull ficam no 3×3

Alvinegro teve boa capacidade de criação, mas mostrou fragilidade na defesa

XV de Piracicaba 3x3 Red Bull - Copa Paulista 2018
O atacante Marcelo Fernandes teve poucas oportunidades na partida de estreia do Alvinegro (Foto: Claudinho Coradini/JP)

Seis gols e duas viradas. XV de Piracicaba e Red Bull protagonizaram neste sábado (4) uma partida repleta de alternativas no Barão da Serra Negra, pela abertura do Grupo 2 da Copa Paulista. O empate por 3×3 coroou o público que compareceu ao estádio e deixou pistas sobre o potencial da equipe alvinegra: o ataque é criativo, mas a defesa apresentou-se frágil. Romarinho, Rafael Rosa e Welton Paragua marcaram os gols na estreia para o Nhô Quim, que volta a atuar na quarta-feira (8), às 20h, quando enfrenta o Noroeste em Bauru, pela segunda rodada.

Duo Imóveis

Para escalar a equipe titular, o técnico Fahel Júnior teve um problema de última hora: o zagueiro Hugo recebeu uma proposta do futebol português nesta sexta-feira (3) e deve deixar o Nhô Quim. Inscrito na competição, ele não poderá ser substituído na primeira fase. Apesar do desfalque, o treinador montou uma equipe ofensiva, com Rafael Rosa e Renan Zanelli responsáveis pela a armação no meio de campo e três atacantes: Romarinho e Welton Paragua abertos pelos lados, e Marcelo Fernandes centralizado.

O começo de jogo do XV foi eletrizante. No primeiro minuto, Romarinho aproveitou uma sobra de bola pela direita, cortou a marcação e bateu colocado, exigindo boa defesa de Julio Cesar. O ímpeto inicial, porém, caiu no decorrer da primeira etapa. O Red Bull tentava cadenciar a partida e levava perigo pelas laterais. Aos 26min, o time piracicabano abriu o placar em lance polêmico. Após cobrança de escanteio, a zaga do Toro Loko afastou parcialmente e, no rebote, a bola ficou com Romarinho. O camisa 11 bateu no canto esquerdo do goleiro: 1×0. Antes de Romarinho finalizar, porém, o zagueiro João Santos havia amortecido a bola com a ajuda do braço.

Em desvantagem, o Red Bull quase empatou aos 31min, com Léo Castro. O atacante arriscou um chute colocado da intermediária e Leonardo esticou o braço para espalmar para escanteio. A equipe visitante cresceu na partida e expôs a fragilidade defensiva do Alvinegro. A igualdade no marcador aconteceu aos 42min. Na terceira tentativa de alçar a bola na área, em cobrança de falta, o lateral-direito Lucas encontrou Anderson Marques livre de marcação. O zagueiro desviou o suficiente com a cabeça para tirar Leonardo da jogada: 1×1.

XV de Piracicaba 3x3 Red Bull - Copa Paulista 2018

Romarinho marcou o primeiro gol do XV de Piracicaba na Copa Paulista (Foto: Claudinho Coradini/JP)

O Red Bull começou melhor o segundo tempo, corrigiu o posicionamento e teve a chance da virada logo aos 5min, em novo lance de bola parada. Lucas cobrou escanteio com efeito e Léo Castro emendou de voleio por cima do gol. Na sequência, o atacante Gustavo passou pela marcação de Calebe e obrigou o goleiro Leonardo a fazer boa defesa. Aos 11min, o Toro Loko desperdiçou mais uma ocasião. Gustavo desarmou o meia Renan Zanelli no meio-campo e serviu Deivid, que arrancou livre e bateu cruzado, mas a bola saiu rente à trave direita do Alvinegro.

Fahel Júnior tirou Zanelli e colocou o atacante Agnaldo em campo. O segundo gol do Red Bull estava maduro e saiu aos 15min. Deivid conduziu a bola com facilidade pela direita e serviu Léo Castro, que estava sem marcação e apenas teve o trabalho de empurrar para a rede: 2×1. A segunda substituição no Alvinegro foi o inverso da primeira: saiu o centroavante Marcelo Fernandes para a entrada do meia Bruno Oliveira. A equipe visitante dominava a partida, mas não matou o jogo. Na base da vontade, o XV empatou aos 29min com Rafael Rosa, que apareceu na área para aproveitar a bela jogada de Agnaldo pela direita: 2×2.

O  gol de empate gerou uma reviravolta na partida. Aos 39min, Romarinho puxou um contra-ataque de manual e passou para Danilo Melega, que havia substituído Calebe. O atacante teve tranquilidade e rolou para Welton Paragua, isolado, completar para o gol: 3×2. A vantagem quinzista, entretanto, durou apenas dois minutos. Após mais uma cobrança de escanteio, o atacante Ytalo ficou com o rebote da zaga na pequena área e usou o pé direito para igualar o placar pela última vez.

FICHA TÉCNICA

Esporte Clube XV de Piracicaba

3   XV DE PIRACICABA

Leonardo; Calebe (Danilo Melega), João Victor, João Santos e Samuel; Fraga; Rafael Rosa e Renan Zanelli (Agnaldo); Romarinho, Welton Paragua e Marcelo Fernandes (Bruno Oliveira). Técnico: Fahel Júnior

Red Bull Brasil

3   RED BULL

Julio Cesar; Lucas, Anderson Marques, Douglas e Rubens; Renan Areias, Éder (João Denoni), Lucas Nathan e Gustavo (Rodrigo); Deivid (Ytalo) e Léo CastroTécnico: Ricardo Catalá

Gols: Romarinho (XV) aos 26min e Anderson Marques (RBB) aos 42min/1ºT; Léo Castro (RBB) aos 15min, Rafael Rosa (XV) aos 29min, Welton Paragua (XV) aos 39min e Ytalo (RBB) aos 41min/2ºT | Árbitro: Leandro Carvalho da Silva | Cartões amarelos: Samuel (XV); Deivid e Rubens (RBB) | Público: 1.215 pagantes | Renda: R$ 13.550,00

Voltar