fbpx
Tênis de Mesa

Ediane Bresciani cai na segunda fase em seletiva

Atleta de Piracicaba lidera a primeira fase, mas não irá ao Pan-Americano

Ediane Bresciani, atleta de tênis de mesa do CCP/APTM
Ediane Bresciani faz excelente temporada, mas não conseguiu a classificação (Foto: Mauricio Bento/Líder Esportes)

A atleta Ediane Bresciani, representante do Clube de Campo de Piracicaba, foi eliminada na segunda fase da Seletiva Nacional de Tênis de Mesa, competição que concedia uma vaga para o Campeonato Pan-Americano, no Canadá. O evento aconteceu no último fim de semana, no Centro Paralímpico Brasileiro, em São Paulo. “A Ediane jogou muito bem a seletiva, mas, infelizmente, acabou derrotada”, afirmou o técnico Fabio Lopes, responsável pelo trabalho com a atleta.

Na capital, Ediane realizou quatro partidas. A mesatenista do CCP estreou com o triunfo por 3 sets a 1 sobre Vitória Oncima, derrotou Tamires Fukase por 3×0 e superou Lívia Lima pelo placar de 3 sets a 2, fechando a fase de grupos na liderança. No confronto pela segunda fase, a atleta de Piracicaba perdeu por 3×0 para Jéssica Prates. “Infelizmente, não foi dessa vez. Agradeço a todos que torceram por mim e me mandaram energias positivas”, escreveu a jogadora nas redes sociais.

TEMPORADA

Apesar do revés na seletiva, o ano de Ediane Bresciani é bastante positivo. A atleta encerrou a terceira etapa do Campeonato Paulista com a medalha de bronze. A mesatenista do CCP/Liceu/Selam ficou com o terceiro lugar na categoria especial feminino, disputada na cidade do Guarujá. Os atletas do Clube de Campo de Piracicaba recebem subvenção via Lei Pelé, por meio do convênio firmado com o CBC (Comitê Brasileiro de Clubes).

Ediane também medalhou nas duas etapas anteriores da competição válida pelo Torneio Ranking Paulista. Na primeira, ela venceu a categoria juventude feminino. Na segunda rodada, Ediane ficou com a prata na classe especial feminino. Na Copa Brasil, realizada em Concórdia (SC), a mesatenista treinada pelo técnico Fabio Lopes, o Cenoura, faturou duas medalhas de ouro, no rating A e na classe juventude feminino.

Voltar