fbpx
Opinião

Duas taças

É isso mesmo. O Flamengo pode conquistar um título no sábado (23) e outro no domingo (24). E não são quaisquer conquistas. A primeira é a Libertadores, taça desejada por dez entre dez equipes brasileiras. E a segunda é o iminente título do Brasileirão. A torcida do Urubu está que não se aguenta de tanta ansiedade. Tenho alguns amigos que não tiram a camisa preta e vermelha há uma semana!

Mais do que isso. O Rubro-Negro pode fechar o ano de 2019 com nada menos que quatro conquistas. Isso mesmo: quatro conquistas! Já levantou o Cariocão, que serviu como um aperitivo para o que de melhor poderá vir: Libertadores, neste sábado, diante do copeiro River Plate; e o Brasileirão, neste domingo, mesmo sem entrar em campo. Para isso, basta o Palmeiras não vencer o Grêmio, no Allianz Parque.

A quarta estrela do ano seria o Mundial. Nada mal para um clube que iniciou o ano com uma tragédia sem precedentes em sua história centenária: a morte de dez adolescentes das categorias de base após incêndio no Ninho do Urubu. O caso ainda está correndo na Justiça e as famílias das vítimas ainda buscam os seus direitos. Um ano de contrastes para o Flamengo e sua imensa torcida; um 2019 que foi manchado pelas tristes mortes e pode acabar simplesmente como o maior em termos de conquistas dentro de campo.

Quanto às possibilidades de conquistas, devo dizer que o Campeonato Brasileiro é questão de tempo. Não acredito que chegue neste domingo, pois o Palmeiras ganha do Grêmio, mas vai ser certamente diante do Ceará, na 35ª rodada, com o Maracanã lotado. Melhor assim. Uma simples vitória para a festa. Diante do River Plate, na decisão da Libertadores, será um duelo complicado. Time por time, o Flamengo tem mais. Mas a tradição dos hermanos, tetracampeões da competição, pode igualar tudo. É a camisa que ‘enverga’ o varal. Tem de respeitar os argentinos.

Já sobre o Mundial, o Flamengo logicamente só vai se passar pelo River Plate. Mas não terá vida fácil diante do campeão europeu, o Liverpool. Os ingleses são franco favoritos diante de qualquer clube sul-americano. Isso não quer dizer que já ganhou, mas a possibilidade de os ingleses perderem é remota. Enfim, esse possível sonho flamenguista começa neste sábado, em Lima, no Peru. Uma coisa é certa: a possibilidade do torcedor rubro-negro comemorar neste fim de ano mais do que Natal e Ano Novo é muito, mas muito grande.

Erivan Monteiro é jornalista e cronista esportivo

Voltar