fbpx
Ginástica Artística

Diogo Soares estreia em março na American Cup

Ginasta piracicabano inicia temporada 'adulta' de olho em uma vaga olímpica

Diogo Soares, ginasta da seleção brasileira de ginástica artística
O ginasta piracicabano Diogo Soares voltou aos treinos na última semana (Foto: Arquivo/JAIs)

A temporada 2020 começa diferente para o ginasta Diogo Soares. O piracicabano se ‘despediu’ da categoria juvenil em 2019 e agora competirá apenas entre os adultos. O primeiro desafio será na American Cup, que acontece entre os dias 6 e 8 de março, em Milwaukee, nos Estados Unidos. Será a primeira competição internacional do atleta da Academia Pira Olímpica na nova categoria. Em agosto do ano passado, Diogo estreou no Campeonato Brasileiro Adulto de Ginástica Artística e foi campeão individual geral da etapa realizada em Praia Grande.

“A American Cup é uma novidade para nós e será a primeira competição dele no ano. A principal mudança nessa nova categoria é a quantidade de elementos e exigências durante as séries nos aparelhos, que passa de oito para dez. Isso gera maior desgaste e exige melhor condicionamento físico para a execução dos exercícios”, explicou o treinador Daniel Biscalchin. Antes de embarcar para os Estados Unidos, ginasta e técnico participam de um training camp no Rio de Janeiro, entre os dias 26 de janeiro e 5 de fevereiro.

Na última semana, que marcou o retorno aos treinos, Diogo passou por uma avaliação física e os resultados foram aprovados pelo técnico. “Ele se mostrou muito bem e melhorou em todos os aspectos em relação à última avaliação no ano passado. Nesse início de temporada estamos voltando aos poucos com as atividades, com bastante preparação física, consciência corporal e espacial para retomar aos poucos o treinamento normal e mais avançado. O mais importante é mantê-lo bem fisicamente e sem lesão”, disse Biscalchin.

OLIMPÍADAS

As chances de Diogo Soares conseguir uma vaga para os Jogos Olímpicos de Tóquio existem e o piracicabano terá a oportunidade de lutar pelo sonho no Campeonato Pan-Americano, que será realizado em Salt Lake, nos Estados Unidos, em maio. “Nosso foco é deixar o Diogo o mais preparado possível para o Pan-Americano. Eu sempre converso com ele com os pés no chão e sendo o mais sincero e realista possível. Sei que é bem difícil garantir essa vaga, mas não é impossível. Vamos fazer de tudo para conquistá-la. Nós temos uma conexão muito boa e lidamos bem com essas expectativas”, finalizou o treinador.

Voltar