fbpx

Líder Esportes

Futebol

Desfalcado, XV recebe Nacional para manter liderança

Tarcísio Pugliese deve poupar jogadores que não estão 100% fisicamente

Kadu, atacante do XV de Piracicaba
O trio de ataque do XV de Piracicaba deve ser mantido para o jogo contra o Nacional (Foto: Michel Lambstein)

Em busca da terceira vitória consecutiva e a manutenção da liderança do Campeonato Paulista da Série A2, o XV de Piracicaba volta a campo neste sábado (26), às 17h, para encarar o Nacional no estádio Barão da Serra Negra. A partida é válida pela terceira rodada da competição estadual. Com seis pontos ganhos, o Nhô Quim precisa superar os desfalques para triunfar sobre o Naça, que continua sem pontuar no campeonato, ocupando a penúltima colocação.

“Temos que tomar muito cuidado nesse momento. O Nacional, apesar das derrotas, que foram com um gol sofrido nos últimos minutos contra a Portuguesa Santista e uma boa atuação diante do Água Santa, é um time bastante competitivo, forte e experiente. Justamente por conta desses placares adversos, eles virão para atuar com muita intensidade, pois precisam de um bom resultado”, disse o técnico do XV, Tarcísio Pugliese, em entrevista coletiva.

Devido ao bom momento vivido pelo clube, o comandante quinzista não deve colocar em campo os atletas que não estão com 100% das condições físicas para atuar. O volante Bruno Lima e o atacante Misael, com edemas musculares, devem ser poupados no confronto. O goleiro Fábio (entorse no polegar) e o volante Fraga (dores na coxa) são dúvidas para o jogo. O lateral-direito Jéfferson Feijão (dores na coxa direita) será submetido a exames e não encara o Nacional.

Quem também permanece de fora são os atacantes Bruninho (lesão na coxa) e Lucas Formiga (recuperação de cirurgia na tíbia). O recém-contratado atacante Luizinho e o zagueiro Tharsus ainda não regularizaram a documentação junto à FPF (Federação Paulista de Futebol). O Alvinegro deve entrar em campo com Leonardo (Fábio); Robertinho, Douglas Marques, Gilberto Alemão e Michel; Elias Ceará (Fraga), Walfrido e Danilo Bueno; Ítalo, Kadu e Ronaldo.

Voltar