fbpx
Futebol Americano

Cutters têm jogo de vida ou morte contra Limeira

Rivalidade entre as duas equipes 'esquenta' duelo decisivo pela Taça 9 de Julho

Limeira Tomahawk x Piracicaba Cane Cutters
Em 2015, Limeira venceu Piracicaba em jogo decidido após falhas dos Cutters (Foto: Limeira Tomahawk/Facebook)

Sem local para jogar em Piracicaba, os Cane Cutters entram em campo neste domingo (16), novamente em Leme, para o duelo decisivo contra Limeira Tomahawk. O confronto, marcado para as 14h, é válido pela terceira rodada da fase de grupos da Taça 9 de Julho, competição organizada pela Fefasp (Federação de Futebol Americano de São Paulo). Apenas a vitória interessa ao time piracicabano, que foi derrotado nas duas primeiras partidas. Para sair do Clube de Campo Empyreo com chances de classificação aos playoffs, os Cutters terão de superar a ausência do quarterback Yaggo Brito, vetado pelos médicos.

‘O elenco está com vontade e ‘brigando’ para fazer as coisas funcionarem’

Perguntado sobre o ânimo da equipe para o jogo de ‘vida ou morte’, o head coach Marco Bucci enalteceu o trabalho realizado no último treino. “A equipe está focada. Treinamos algumas jogadas diferentes em função da forma como o adversário joga e a proposta foi bem assimilada pelos jogadores. O elenco está com vontade e ‘brigando’ para fazer as coisas funcionarem”, disse o treinador, que elogiou o papel desempenhado pelo running back Renan Righetto, jogador que terá a tarefa de substituir Yaggo Britto.

“O Righetto está fazendo o que pode, e está fazendo bem feito. Ele é um atleta excepcional. Sabemos que não é um quarterback e a função de quarterback é absolutamente complexa, mas acreditamos na capacidade dele”, afirmou. De acordo com linebacker João Veroneze, capitão de defesa, os Cutters devem apresentar variações táticas para superar o Tomahawk. “Mudamos os nossos planos na defesa. O foco, além de não tomar pontos, é também fazer pontos, e deixar o nosso ataque em ótima posição de campo. Essa é a nossa obrigação, se não fizermos isso, não atingiremos a meta traçada pela defesa”, destacou.

RIVALIDADE

Além do caráter decisivo do jogo deste domingo, Piracicaba e Limeira entram em campo movidos pela rivalidade regional, que esquentou nos dois últimos anos. Após a conquista do bicampeonato estadual pela modalidade flag, os Cane Cutters tiveram jogadores sondados pelo Tomahawk, situação que irritou a diretoria da equipe piracicabana. No último choque entre ambos, pela Taça 9 de Julho do ano passado, o Tomahawk impôs aos Cutters uma derrota amarga pelo placar de 16×13, de virada. “Saímos com uma derrota muito amarga e tenho certeza que nossos jogadores entrarão com muito mais sede de vitória”, disse Veroneze. “Está engasgado”, completou Bucci.

Voltar