fbpx
ACD

Cristóvão busca inclusão e desenvolve modalidades

Clube é responsável por projeto social no atletismo e na natação ACD

Torneio Regional Petiz a Sênior de Natação
A natação ACD é uma das modalidades desenvolvidas pelo clube Cristóvão Colombo (Foto: Líder Esportes)

Em busca da inclusão e fomento do esporte, o Centro Cultural e Recreativo Cristóvão Colombo é responsável em Piracicaba pelo desenvolvimento do atletismo e da natação ACD (Atletas Com Deficiência), feminino e masculino. A iniciativa é realizada em parceria com a Selam (Secretaria de Esportes, Lazer e Atividades Motoras), por meio do projeto elaborado pelo clube e aprovado via chamamento público, atendendo as determinações do Marco Regulatório (Lei Federal 13.019/2014).

O projeto teve início no segundo semestre do ano passado. Além da estrutura do clube, os atletas treinam nas pistas de atletismo do Estádio Municipal Barão da Serra Negra e do Sesi Piracicaba. Apesar do pouco tempo de trabalho, os primeiros frutos já foram colhidos: a equipe representou a cidade nos Jogos Regionais, quando trouxe 13 medalhas para casa, e ainda faturou seis ouros nos Jogos Abertos do Interior. “É algo novo para o clube. O intuito do projeto, além do aspecto social, é aproximar as pessoas do clube e promover a inclusão”, afirmou Paulo Sérgio Dionisio, o Major, diretor de esportes do Cristóvão Colombo.

A atividade não é direcionada apenas para os associados. As aulas são gratuitas e estão abertas para a comunidade. O professor de educação física e especialista em esportes adaptados, José Maria de Souza, coordena o projeto, encabeçado no clube pelo atual presidente, Jorge Nascimento, e antes pelo ex-mandatário, Carlos Chorilli. Zé Maria, como é conhecido, ainda tem o auxílio do estagiário Wilder Moraes na conduta com os atletas, tanto no atletismo quanto na natação. “A oportunidade apareceu com a abertura do chamamento público. Assim, conseguimos uma verba para a compra de material e para trazer professores. A prestação de contas é bastante rigorosa e nós levamos o trabalho a sério”, afirmou Major.

Projeto Centro Cultural e Recreativo Cristóvão Colombo - Atletismo e Natação ACD

O projeto é realizado pelo clube Cristóvão Colombo em parceria com a Selam (Foto: Líder Esportes)

Boa parte do sucesso no início de projeto, segundo Zé Maria, é explicada pela qualidade do trabalho. “O Cristóvão possui uma bela infraestrutura. Nós aproveitamos o espaço da academia, que tem uma ampla aparelhagem para trabalharmos força e flexibilidade, além das piscinas aquecida e a olímpica”, relatou o professor. “Montamos o projeto juntos e tanto o clube quanto a Selam têm nos respaldado bastante. São esportes paralímpicos e, apesar do número reduzido de atletas, já ganhamos algumas medalhas importantes”, completou.

CONSOLIDAÇÃO

A ideia dos organizadores é que o trabalho se consolide no ramo ACD. Em 2019, o número de adeptos ao projeto mais que triplicou, saltando de seis 18 no atletismo e seis para 19 na natação. Em paralelo, o clube colombino está cadastrado no CPB (Centro Paralímpico Brasileiro) e, pela primeira vez, integra o Circuito Nacional. “Trato todos como capazes. Não olho para a deficiência em si. Lógico que sei das dificuldades de cada um e respeito os limites. Mas, se eles estão aqui é porque são capazes. Queremos colocá-los no alto nível e esperamos colher frutos ainda mais positivos”, finalizou Zé Maria.

Voltar