fbpx
Futebol

Com Marcão e André Cunha, XV tem 100%

Mexidas na defesa e meio-campo foram determinantes para série positiva

Marcão fez o gol da vitória do XV na virada contra o Velo Clube (Foto: Michel Lambstein/XV de Piracicaba)

Dono da melhor defesa da Copa Paulista, ao lado do Noroeste, com quatro gols sofridos cada, o XV de Piracicaba não sofre gols há três partidas. O bom momento vivido pela equipe, em especial o setor defensivo, teve início com as mudanças que o técnico Evaristo Piza promoveu no time titular para o jogo contra o Velo Clube, no dia 22 de julho. Uma delas, a entrada do zagueiro Marcão.

Desde que o defensor conquistou a titularidade, o Alvinegro engatou uma sequência de quatro vitórias consecutivas. Além do bom desempenho defensivo, Marcão fez o gol da vitória por 3×2 sobre o Velo Clube, e deu uma assistência para o zagueiro Hugo abrir o placar na goleada contra o Penapolense (5×0). “O bom momento da defesa já parte do ataque, todos bem comprometidos na marcação e cumprindo bem sua função taticamente. Uma defesa forte faz um time forte”, disse Marcão.

ANDRÉ CUNHA

Quem também vive um momento positivo quando se trata de gols sofridos é o meia André Cunha. Ídolo da torcida, o jogador fez sua reestreia na equipe no segundo tempo do jogo contra o Velo Clube, quando a partida já estava 2×1 para o adversário. Titular absoluto desde sua entrada, a equipe não sofreu mais gols e subiu de produção, chegando aos 76,2% de aproveitamento de pontos, a melhor marca da atual edição da Copa Paulista. A única derrota do Nhô Quim aconteceu diante do Mirassol, no dia 18 de julho, pelo placar de 2×0.

De folga na nona rodada da Copa Paulista, o XV deu folga ao elenco no sábado (19) e no domingo (20), com reapresentação marcada para segunda-feira (21) pela manhã. O treino que aconteceria na tarde desta sexta-feira (18), em Saltinho, foi cancelado devido à chuva. O Alvinegro volta a campo no dia 26 de agosto, às 16h, para encarar o Noroeste no Barão da Serra Negra. “Vamos precisar de muita paciência, rodar a bola com velocidade e quebrar as linhas da defesa adversária com velocidade. O Piza já vem trabalhando isso, para que possamos furar essa defesa”, disse Marcão.

Voltar