fbpx

Líder Esportes

+ Esportes

Clube de Campo inaugura novo Parque Aquático

Atividade reuniu cerca de 900 pessoas; espaço foi totalmente remodelado

Parque Aquático Clube de Campo de Piracicaba
O Parque Aquático do Clube de Campo tem aproximadamente 5 mil metros quadrados (Foto: CCP/Divulgação)

O Clube de Campo de Piracicaba inaugurou no último sábado (5) o novo Parque Aquático. O espaço, que tem aproximadamente 5 mil metros quadrados e foi projetado pelo arquiteto Ricardo Chain, passou por etapas de remoção e troca do piso do deck e do revestimento, implantação do sistema de coleta de água pluvial, hidráulica e elétrica, e a remodelação da piscina social e infantil, além da criação de um espaço para atividade de hidroginástica e novos acessos.

A inauguração reuniu cerca de 900 pessoas. O secretário de Trânsito e Transportes, Jorge Akira, representou o prefeito Barjas Negri (PSDB). Na ocasião, o presidente do CCP, Fernando Maniero, agradeceu o apoio que recebeu de diretores e funcionários do clube. O presidente destacou ainda o papel do engenheiro civil e diretor de patrimônio do Clube de Campo de Piracicaba, Lúcio Magnani. “Agradeço por cuidar e tocar a obra com muita competência”, afirmou

ESTRUTURA

Área bastante utilizada pelos associados no CCP, o Parque Aquático passou por uma completa remodelação. O espaço começou a ser reformado no início de julho de 2018. Além das adequações citadas, o Parque Aquática teve melhorias que incluíram a colocação de mobiliários, instalação de novos pergolados, plantio de palmeiras e troca do guarda-corpo. Novas cadeiras e espreguiçadeiras, além de guarda sóis e ombrelones, também foram instalados no local.

Além das inovações, o parque do clube piracicabano conta ainda com um sistema de iluminação em LED, que unifica custo-benefício, duração e segurança com sustentabilidade, já que a lâmpada não emite poluentes ao meio ambiente e pode ser reciclada, gerando a economia de cerca de 80% no consumo de energia. As obras foram planejadas e executadas pela empresa de engenharia Lofte e fiscalizadas pelo engenheiro civil e diretor de patrimônio do CCP, Lúcio Magnani.

Voltar