fbpx

Líder Esportes

Tênis de Mesa

Classificado, Manara treina em Piracicaba e sonha com Tóquio

'Estou buscando um sonho, em um dos melhores CTs do mundo, e com um técnico competente'

Luiz Filipe Guarnieri Manara, mesatenista da equipe Fran TT
Luiz Filipe Guarnieri Manara é mesatenista da equipe piracicabana Fran TT (Foto: Arquivo/Fran TT)

Luiz Filipe Manara, mesatenista da equipe piracicabana Fran TT/Morro Grande/Selam, será um dos integrantes da delegação brasileira que participará dos Jogos Paralímpicos de Tóquio, em 2021. A preparação do atleta, que é natural de Mogi Mirim, ocorre diariamente no Centro de Treinamento da Fran TT, sob a supervisão do técnico Paulo Cesar Bueno de Camargo. A rotina de treinamentos ganhou força desde agosto, após vários meses de paralisação devido à pandemia causada pela Covid-19.

“Estamos trabalhando algumas técnicas para surpreender os adversários com um jogo mais agressivo e até arriscado, já que sou o atleta que vai correr por fora para alcançar a classificação”, afirmou o mesatenista, que disputa a classe 8. Assim como Carlos Alberto Carbinatti Júnior, que também defende a equipe da Fran TT, Manara não integra a seleção brasileira permanente andantes. Ambos foram os únicos que garantiram a vaga para os Jogos Paralímpicos de Tóquio nesta condição.

“A classificação mostrou que estamos no caminho certo, buscando os nossos sonhos, em um dos melhores centros de treinamentos do mundo, e com um técnico competente que já esteve à frente da seleção brasileira. Esses são fatores motivadores para representar o nosso país em reais condições de alcançar bons resultados”, disse Manara, que irá participar da Paralimpíada pela segunda vez. A primeira foi no Rio de Janeiro, em 2016, após a conquista da vaga no Parapan-2015 de Toronto, no Canadá. A classificação para Tóquio veio com o título da classe 8 no Parapan-2019 de Lima, no Peru.

PROJEÇÃO

Perguntado sobre as chances de classificação à segunda fase da competição, o atleta é cauteloso. “A classe 8 é uma das mais equilibradas do Circuito Mundial e tem adversários fortes, como os chineses, os ucranianos e os ingleses. Mas, pensando nos treinamentos em Piracicaba e na experiência de estar em minha segunda Paralimpíada, acredito nas minhas chances e em um bom desempenho na competição. Cada jogo e cada vitória será resultado do que estamos fazendo em Piracicaba nesta fase de preparação”, finalizou Manara.

Voltar