fbpx
Futebol

Chora, pois! XV vence no Canindé e está na semifinal

Alvinegro domina Portuguesa, vence de novo e vai decidir acesso pelo 3º ano seguido

Portuguesa x XV de Piracicaba - Campeonato Paulista Série A2 - 2020
Jogadores comemoram com Daniel Costa o gol que abriu o placar no Canindé (Foto: Michel Lambstein/Líder Esportes)

Hoje não teve choro e nem vela. Não teve pressão nos bastidores e nem campanha na imprensa. Porque o XV de Piracicaba foi melhor na bola, venceu a Portuguesa com autoridade por 1×0, no Canindé, nesta segunda-feira (14), e com o agregado de 4×2, está classificado pelo terceiro ano consecutivo para as semifinais do Campeonato Paulista da Série A2. O adversário na decisão do acesso será definido amanhã (15), com o encerramento das quartas de final. O gol da vitória foi contra, marcado por Anselmo. Não fosse o goleiro Dida, o resultado teria sido mais amplo.

O Alvinegro foi a campo repetindo a escalação utilizada no jogo de ida, com o zagueiro Paulão improvisado na lateral esquerda e Caio Mancha formando o trio de ataque ao lado de Kadu e Raphael Macena. Apesar da vantagem, o XV começou levando perigo para a Portuguesa, marcando alto. O goleiro Dida trabalhou bem duas vezes em cinco minutos, em dois lances que nasceram nos pés de Daniel Costa. No primeiro, o camisa 10 bateu falta e Paulão cabeceou livre de marcação. No segundo, o meia cobrou escanteio fechado, Bruno Maia desviou para trás e quase marcou contra.

A Lusa respondeu aos 20min, em jogada individual de Guilherme Nunes, que conduziu a bola da direita para o centro, deixou dois marcadores na saudade e serviu Diego Rosa na esquerda. O camisa 7 finalizou colocado, mas Mota defendeu. O Nhô Quim ameaçou o adversário novamente aos 28min, em cobrança de falta frontal de Daniel Costa que tirou tinta da trave esquerda. Aos 33min, Dida apareceu bem pela terceira vez. Raphel Macena ganhou a dividida no ataque e cruzou para Kadu desviar de cabeça, mas o goleiro espalmou para escanteio.

Caio Mancha, atacante do XV de Piracicaba

Caio Mancha, em lance da partida entre Portuguesa e XV de Piracicaba (Foto: Michel Lambstein)

O XV foi muito superior ao rival no primeiro tempo e fez justiça no placar aos 37min. Após nova batida fechada de escanteio de Daniel Costa, o atacante Anselmo tocou de cabeça contra o próprio patrimônio, abrindo o marcador: 1×0. Na volta para a segunda etapa, a Portuguesa veio com três substituições e tentou pressionar desde o início, enquanto o Alvinegro, que trocou o lesionado Caio Mancha por Marcelinho antes do intervalo, adotou postura mais conservadora, esperando a ocasião para contra-atacar. Recuou, mas pouco sofreu.

O técnico Evaristo Piza fez a segunda mudança com Filipe Cirne na vaga de Kadu. A Lusa abafou e quase empatou aos 11min, quando Lucão aproveitou bola espirrada no miolo da área e ficou cara a cara com Mota, mas o goleiro quinzista fez excelente defesa. A rigor, foi o único susto que o time piracicabano levou. A Portuguesa, nervosa, foi neutralizada pelo sistema defensivo do XV de Piracicaba, que rodou bem a bola e gastou o tempo para confirmar a classificação. Pelo terceiro ano seguido, o Nhô Quim vai brigar pelo acesso à elite do futebol estadual.

FICHA TÉCNICA

ASSOCIAÇÃO ATLÉTICA PORTUGUESA DE DESPORTOS

0   PORTUGUESA

Dida; Caíque (Jobinho), Ícaro, Bruno Maia e Vinicius Silva; Carlão, Guilherme Nunes e Roger Gaúcho (Lucão); Diego Rosa (Mineiro), Anselmo (Lúcio Flávio) e Lucas Douglas (Adilson Bahia). Técnico: Fernando Marchiori

1   XV DE PIRACICABA

Mota; Jéfferson Feijão, Diego Jussani, Douglas Marques e Paulão (Samuel Balbino); Gabriel Soares, Felipe Manoel e Daniel Costa (Érison); Kadu, Raphael Macena (Filipe Cirne) e Caio Mancha (Marcelinho). Técnico: Evaristo Piza

Gol: Anselmo (XV) aos 37min/1ºT | Árbitro: Raphael Claus | Cartões amarelos: Lucas Douglas (POR)

Voltar