fbpx

Líder Esportes

Opinião

Choque-Rei!

*Capa: São Paulo FC/Facebook

Deu a lógica na Libertadores e o Palmeiras vai encarar o São Paulo nas quartas de final. Sem forçar muito, o Alviverde jogou apenas o suficiente e, em ritmo de treino, fez 1×0 no Universidad Catolica, nesta quarta-feira (21), no Allianz Parque, e garantiu a vaga. Na terça-feira (20), o Tricolor fez um belíssimo jogo em Avellaneda e bateu o Racing por 3×1. Agora é Choque-Rei!

É um duelo histórico na competição sul-americana. E a vantagem é Tricolor com três vitórias em três confrontos mata-mata: em 1994, em 2005 e em 2006. Oportunidade para o time das três cores aumentar a freguesia ou chance de o time alviverde quebrar essa sequência negativa. As decisões serão nos dias 11 (Morumbi) e 18 de agosto (Allianz Parque).

Time por time, o Palmeiras está em um melhor momento. Mas isso não é garantia de nada. O futebol muda a cada dia. Há cerca de um mês, o São Paulo estava mais acertado, tanto que levou o Campeonato Paulista diante do rival. É um clássico de difícil prognóstico. A pequena vantagem do Alviverde é o fato de fazer a segunda partida em seus domínios. Vantagem, entretanto, que pode ir pelo ralo se perder dois ou mais gols no Morumbi.

O time-base do Palmeiras tem Weverton; Marcos Rocha, Felipe Melo, Gustavo Gómez e Renan; Danilo, Zé Rafael, Gustavo Scarpa e Rafael Veiga; Deyverson e Breno Lopes. O grande trunfo da equipe de Abel Ferreira, no entanto, é o elenco, que conta com outro time titular no banco: Jailson; Mayke; Luan, Kucevic e Vitor Luiz; Patrick de Paula, Gabriel Menino e Dudu; Roni, Wesley e Luiz Adriano.

Já o São Paulo vem se acertando nos últimos jogos e, em nítida fase de crescimento, deve chegar afiadíssimo para a decisão na Libertadores. Tiago Volpi; Arboleda, Miranda e Léo; Liziero, Benítez, Gabriel Sara, Welington e Igor Vinícius; Rigoni e Marquinhos. É uma equipe de respeito, ainda mais com Miranda, Benítez e Rigoni inspirados. É o trio que faz a diferença na defesa, meio e ataque, respectivamente.

Em suma, o chão vai tremer como diria o Pai da Matéria, o narrador Osmar Santos. Antes de chegar o dia 11 de agosto, teremos uma “avant-première” no dia 31 de agosto, daqui a dois sábados, no estádio do Morumbi, pelo Campeonato Brasileiro. Depois disso, é guerra para ver quem sobrevive na Copa Libertadores.

Erivan Monteiro é jornalista e cronista esportivo

Voltar