fbpx
Lutas

Capoeira completa ano de afirmação no esporte

Projeto desenvolve modalidade e encerra ciclo com resultados satisfatórios

*Capa: Arquivo/Líder Esportes

A capoeira piracicabana viveu em 2018 um ano de afirmação. No contexto esportivo, Piracicaba foi vice-campeã dos Jogos Regionais, em São Carlos. Para ir ao pódio na classificação geral, a cidade contou com a colaboração das equipes feminina e masculina de capoeira. Representadas pelo Centro Esportivo MR e formadas quase exclusivamente por capoeiristas locais, ambas ficaram com o segundo lugar. O elenco masculino garantiu duas pratas e um bronze, enquanto o time feminino conquistou um ouro, uma prata e um bronze.

A segunda colocação foi considerada positiva pelos responsáveis do projeto Araxá Capoeira, Cultura & Esporte, que foi aprovado via chamamento público e teve início neste ano. O resultado, porém, foi menos expressivo na 82ª edição dos Jogos Abertos do Interior, quando Piracicaba conseguiu uma medalha de bronze no torneio feminino, em certame realizado no Country Club, novamente em São Carlos. No evento, pesaram os desfalques que a equipe piracicabana enfrentou.

“Participamos de duas competições expressivas e tivemos um resultado satisfatório nos Regionais. Foi o primeiro ano do Centro Esportivo MR à frente da capoeira piracicabana, e acreditamos que o amadurecimento de atletas e comissão técnica no cenário competitivo se faz necessário para que possamos, em outras oportunidades, alcançarmos os objetivos. É importante levar em consideração a experiência adquirida em 2018, para melhorar nas próximas ocasiões”, afirmou Marcos Ribeiro, idealizador do projeto.

SOCIAL

Além do lado competitivo, o programa tem como principal objetivo desenvolver a capoeira em Piracicaba. As aulas do projeto Araxá Capoeira, Cultura & Esporte, vinculado ao Centro Esportivo MR, são gratuitas e abertas à população piracicabana. As atividades acontecem em quatro núcleos instalados nos bairros Javari 2, Jupiá e Parque Primeiro de Maio, e também na sede do Centro Esportivo MR. Em 2018, além de contribuir em eventos como o Dia do Desafio, foi realizada uma série de encontros envolvendo os participantes de cada núcleo, com vivências incluindo aulas práticas, fundamentos técnicos, ritmicidade e música.

No final de novembro, aconteceu ainda o 3º Batizado e Troca de Cordões. A atividade teve Oficina de Maculelê, apresentações, batizado e confraternização. “O trabalho é feito com seriedade e existe uma boa aceitação por parte da sociedade, despertando o desejo de representar nosso município em competições, coisa que Piracicaba não tinha tradição. A ‘construção’ para o próximo desafio já foi iniciada e estamos buscando preparar a equipe da melhor forma possível”, finalizou Ribeiro.

Voltar