fbpx

Líder Esportes

Voleibol

CAP realiza trabalho de formação para meninas no vôlei

Proposta encabeçada pelo técnico Jayme Leite possui escolinha e equipes de competição

Jayme Leite Júnior, treinador de vôlei do Clube Atlético Piracicabano
O técnico Jayme é responsável por dirigir as equipes do Tricolor Rezendino (Foto: Leonardo Moniz/Líder Esportes)

A equipe feminina sub-17 do Clube Atlético Piracicabano (CAP) conquistou neste fim de semana a segunda vitória consecutiva na 29ª Copa Regional de Campinas. Jogando em casa, o Tricolor da Vila Rezende contou com atuação destacada da oposta Ludmila Laila e bateu a Sociedade Hípica de Campinas por 3 sets a 0, com parciais de 25/17, 25/22 e 25/12. Na primeira rodada, a equipe piracicabana havia derrotado o Instituto Sirius, em São José dos Campos, por 3×1. O excelente início de competição é fruto do trabalho realizado pelo treinador Jayme Leite Júnior.

Atualmente, mais de 50 meninas treinam voleibol no CAP, divididas entre a escolinha de formação, que reúne alunas de 10 a 13 anos, e os times competitivos, nas categorias sub-17 e sub-19. Na escolinha, as aulas acontecem às terças e quintas-feiras, das 18h às 19h30, no ginásio do Atlético. As atividades estão abertas aos sócios e não associados. Mais informações podem ser consultadas na secretaria do clube, que fica na Avenida Brasília, 571, bairro Vila Rezende, ou ainda pelo telefone (19) 3421-7880. Conveniados da Abil têm desconto nas mensalidades.

Vôlei - Clube Atlético Piracicabano (CAP)

Trabalho realizado no CAP reúne atualmente mais de 50 meninas (Foto: Leonardo Moniz/Líder Esportes)

“A proposta do trabalho nas escolinhas é a formação de uma equipe sub-13 e, futuramente, na categoria sub-15. Hoje, nós dividimos as meninas em três grupos: realizamos o mini-vôlei para as iniciantes, com o antigo câmbio segurando a bola, e o mini-vôlei com maior volume de ações para o nível intermediário”, relatou Jayme. “A turma que está mais avançada já consegue trabalhar com os fundamentos da modalidade, fazendo passes, levantamento, recepção e corridas de ataque. A evolução é constante”, completou o treinador.

As equipes de competição treinam às terças e quintas-feiras, das 16h às 18h, e também aos sábados, das 11h às 13h. Assim como o sub-17, o time sub-19 irá disputar a 29ª Copa Regional de Campinas. A estreia acontece em outubro, em Valinhos. As duas competições estão previstas para terminar no dia 12 de dezembro. “Nós temos atualmente cinco jogadoras no sub-19 e completamos o elenco com as meninas da categoria sub-17. Nosso grupo é muito jovem e vejo isso como algo positivo. Em 2022, o time estará mais preparado ainda”, afirmou o técnico.

Vôlei - Clube Atlético Piracicabano (CAP)

As aulas acontecem no ginásio do Clube Atlético Piracicabano (Foto: Leonardo Moniz/Líder Esportes)

Perguntado sobre os objetivos para a atual temporada, Jayme é enfático. “A nossa expectativa para o sub-19 é um bom desempenho, ou seja, mostrar evolução independente de colocação. No sub-17, a expectativa é ficar entre os três melhores da Série Ouro da Copa Regional de Campinas. Não colocamos pressão, mas é o objetivo a ser alcançado. Durante os treinos, procuramos trabalhar de forma lúdica, evitando o estresse. A ideia é deixar as meninas à vontade, sempre com o foco positivo, motivando elas para atuar”, finalizou.

Voltar