fbpx
Futebol Americano

Cane Cutters inicia a temporada com novidades

Equipe piracicabana vive fase de reformulação e aposta em nova metodologia

Luiz Franco, head coach do Piracicaba Cane Cutters
O head coach Luiz Franco falou sobre a reformulação do Piracicaba Cane Cutters (Foto: Líder Esportes)

Com o elenco reformulado e passando por um processo de reestruturação na metodologia de trabalho, as equipes masculinas de flag football 8×8 e full pad (tackle) do Piracicaba Cane Cutters retomaram os treinamentos no último fim de semana. Os 29 atletas aprovados na seletiva promovida em novembro de 2019 – 21 no full pad e oito no flag football – também já iniciaram os treinamentos.

“O retorno foi muito animado, todos estavam ansiosos pela volta aos treinos e com as energias renovadas para a temporada. Temos inúmeras novidades: nova mentalidade e filosofia, novas estruturas de CT (comissão técnica) com a participação de especialistas de nível internacional, competições em outros níveis e uma grande surpresa a ser anunciada em breve. Tudo isso visando o engrandecimento do esporte e a longa vida da Associação Esportiva Cane Cutters, que neste ano completará o seu primeiro decênio”, destacou o head coach Luiz Franco.

A comissão técnica ainda aguarda a definição do calendário de competições, o que deve acontecer no próximo fim de semana, em reunião com a APFA (Associação Paulista de Futebol Americano). “O encontro tratará das disputas relativas às modalidades de flag (masculino e feminino). Quanto ao full pad, não participaremos de competições no primeiro semestre, em virtude da reestruturação pela qual a modalidade passa, como consequência da desistência de vários jogadores que não se adequaram à proposta do time”, disse Franco.

Em 2019, as equipes de flag masculino e full pad não conseguiram chegar aos playoffs das competições que disputaram: Campeonato Paulista de Flag 8×8 e SPFL (São Paulo Football League), respectivamente. “Estamos reestruturando o full pad justamente para que os erros do passado não sejam cometidos novamente, e para que a equipe renovada se torne competitiva e duradoura. O flag recebeu importantes reforços para encarar os desafios e a maior lição é a de que não se pode viver das glórias do passado, pois elas não garantem resultados em competições futuras”, finalizou o treinador.

Voltar