fbpx

Líder Esportes

Futebol Americano

Cane Cutters diz adeus ao Campeonato Paulista de Flag

Time piracicabano perde para São Carlos e se despede da competição estadual em Bauru

Com a derrota, o Piracicaba Cane Cutters se despediu do Campeonato Paulista de Flag 8x8 (Foto: Arquivo/Cane Cutters)

A equipe masculina do Piracicaba Cane Cutters está eliminada do Campeonato Paulista de Flag 8×8, modalidade do futebol americano. Jogando em Bauru, o time piracicabano perdeu para o São Carlos Bulldogs, neste domingo (15), pelo placar de 13×4. A partida foi válida pela sexta rodada da temporada regular. Com o resultado negativo, os Cutters estão fora dos playoffs na Conferência Caipira: com duas vitórias e quatro derrotas, o time ocupa atualmente o 12º lugar, e não pode mais alcançar o oitavo colocado Barretos Bulls.

“O jogo começou bem para nós, com a nossa defesa forçando o adversário a ponto de conquistarmos pontos através de ‘safeties’. Entretanto, a defesa não se manteve consistente e permitiu que a equipe adversária fizesse dois touchdowns por erros de nossa secundária. O ataque teve campanhas irregulares e não pontuou em nenhum drive, mesmo com as nossas tentativas de substituição dos quarterbacks. O adversário não foi o mais difícil, mas mostrou-se mais equilibrado e soube tirar vantagem da nossa instabilidade”, relatou o head coach dos Cutters, Luiz Franco.

Com a eliminação, o time piracicabano inicia agora o planejamento para o próximo ano. Perguntado sobre como avalia o rendimento da equipe em 2019, Franco apontou para o desequilíbrio entre defesa e ataque. “A temporada regular ainda não acabou, mas é certo que não estaremos entre as oito equipes que disputarão os playoffs. Em consequência, o ano se encerra para nós. Os planos agora se concentram na seletiva para novos jogadores em novembro e para a formação do elenco que disputará o campeonato de 2020”, afirmou.

“O balanço que faço é de que em 2019 a equipe ficou longe do que foi no ano passado, independentemente da posição que chegamos no campeonato. O nosso ataque não rendeu o que precisava e não foi ofensivo como deveria. A defesa começou o ano muito bem, porém, teve que trabalhar mais do que é normal para suprir as dificuldades do ataque. No final, esse esforço extra cobrou seu preço através de atuações inconsistentes”, finalizou o head coach.

Voltar