fbpx
Boxe

Bruno Paiva encara ponte-pretano; Aline estreia

Atletas de Piracicaba disputam amanhã o Campeonato Paulista da modalidade

Aline Claudino, atleta de boxe do Luzitano Piracicaba
Aline Claudino tem tarefa complicada na estreia do Campeonato Paulista de boxe (Foto: Líder Esportes)

Aline Claudino e Bruno Paiva entram no ringue neste domingo (22), em São Vicente, pelo Campeonato Paulista de boxe. Aline estreia contra a veterana Sara Varela pela categoria 64 kg, enquanto Paiva luta pela segunda vez na temporada. Na abertura da competição, o lutador do Centro Esportivo MR/Unimep/Selam nocauteou Anderson Belarmino com 1min47s do primeiro round. Douglas Bacaglini, atleta da Ponte Preta, é o próximo oponente do pugilista piracicabano pela categoria meio-médio ligeiro (69 kg).

“Eu vi que ele (Douglas Bacaglini) também ganhou a primeira luta por nocaute. Estou bem confiante e acredito que possa vencer, porém, sei que não posso vacilar em momento algum, porque no boxe um golpe pode definir a luta”, disse Paiva, que ainda não está completamente recuperado de uma lesão na mão direita sofrida na pré-temporada. “Já sinto que a minha mão está quase normal. A vitória na estreia aumentou muito a minha confiança, mas 100% só quando eu não sentir nenhuma dor”, afirmou o atleta.

ESTREIA

Aline Claudino enfrenta a experiente Sara Varela na primeira luta do ano. A adversária tem 40 lutas no cartel, com 33 vitórias e sete derrotas, e nunca foi nocauteada. Além de provar que está preparada para brigar pelo título, a piracicabana entra no ringue com outra motivação: conseguir uma vaga no Campeonato Brasileiro. Isso porque o Nacional dá aos vencedoras a Bolsa-Atleta, benefício concedido pelo governo federal para atletas de alto rendimento.

“O Campeonato Paulista é classificatório para o Brasileiro. É muito importante para mim. O Bolsa-Atleta, querendo ou não, é uma ajuda boa. Meu foco é essa seletiva para o Brasileiro”, disse a boxeadora, que tem trabalhado os aspectos em que precisa evoluir. “Eu sei que posso ser um pouco mais agressiva nas lutas. Tirar um pouco a adrenalina e ficar mais concentrada dentro do ringue”, concluiu a atleta do Centro Esportivo MR/Unimep/Selam.

Voltar