fbpx

Líder Esportes

Kickboxing

Brasileiro de Kickboxing termina com saldo positivo para Piracicaba

Equipes que representaram cidade na competição voltaram para casa com a bagagem recheada de medalhas

O 30º Campeonato Brasileiro de Kickboxing foi realizado no Rio de Janeiro após 15 anos (Foto: CBKB/Facebook)

A 30ª edição do Campeonato Brasileiro Adulto, realizada em paralelo ao 24º Sub-17, foi encerrada na última terça-feira (7), no Parque Olímpico, no Rio de Janeiro. Principal nome do kickboxing local na atualidade, Marcos Alves ficou com o bronze após derrota ‘duvidosa’ contra Iury Souza, do Espírito Santo. O revés por pontos, porém, não tirou o foco do lutador piracicabano, que representa o Centro Esportivo MR e a Alves Fight Team. “Fiz um primeiro round bom, mas no segundo não fui tão bem. As regras foram mudadas no dia e as lutas passaram a ser de dois rounds com um minuto e meio de duração apenas”, falou Alves.

Marcos Alves, professor de kickboxing do Centro Esportivo MR

Marcos Alves volta a competir em outubro pelo circuito profissional de kickboxing (Foto: Líder Esportes)

“Fiquei muito preocupado em pontuar quando eu percebi que os árbitros que atuaram nas demais lutas estavam marcando mais pontos nos chutes do que nos socos. Tentei chutar mais no segundo round e acabei não indo bem”, completou Alves. O evento, organizado em parceria entre FKBERJ (Federação de Kickboxing do Estado do Rio de Janeiro) e CBKB (Confederação Brasileira de Kickboxing), serviu como seletiva para o Campeonato Sul-Americano de Kickboxing, que será realizado em dezembro, na cidade de Cascavel (PR). Antes, o lutador tem compromisso agendado para o dia 9 de outubro, pelo circuito profissional. O desafio é o Spartans Kickboxing, em São Paulo.

Já o experiente Isaias Silva saiu do Rio de Janeiro com o quinto título brasileiro na bagagem. Radicado em Piracicaba, o atleta disputou e venceu a categoria 63,5 kg, na modalidade full contact. “Não é fácil, mas estamos sempre entre os melhores. A vida é feita de oportunidades e decisões, e temos que fazer nossa parte independente de qualquer circunstância”, declarou o lutador, que representa a equipe Company Top Fight, capitaneada pelo mestre Wilson Teodoro. Companheiros de time, Diego dos Santos sagrou-se campeão no kick light, enquanto Francisco de Souza Júnior ficou com a prata no point fight e o bronze no light contact sub-17. De quebra, Jhonatan Teodoro foi vice no light contact.

RESULTADOS

Piracicaba foi representada por mais três equipes no Rio de Janeiro. O Centro de Treinamento School Fight teve como melhor resultado o bicampeonato conquistado por Gel Silva, que estreou na faixa preta com duas vitórias na categoria 75 kg, modalidade full contact. “É gratificante vencer duas vezes essa competição. Apesar de ter sido um campeonato com uma das melhores estruturas que já vi, faltou organização. Minha luta estava programada para domingo (5) e acabei lutando na terça-feira (7), ou seja, tive de ficar dois dias esperando no ginásio. Felizmente, o resultado foi positivo”, afirmou.

Gel Silva, treinador do Centro de Treinamento School Fight

Gel Silva estreou na faixa preta e conquistou o bicampeonato brasileiro (Foto: Arquivo/Líder Esportes)

Comandada por Julio Costa, a Brock Team Fighters foi ao lugar mais alto do pódio no point fight, com Matheus Costa, que ainda faturou a medalha de prata no kick light. Gabriella Costa estreou na modalidade point fight, categoria 8 a 10 anos (37 kg), e também levou a prata. No máster, o faixa preta Deivid Carvalho garantiu o segundo lugar no kick light e no point fight. Já Estefany Pedronetti trouxe para casa o bronze no kick light. Encerrando a participação piracicabana, a Academia Chock Dee teve como principais resultados os vice-campeonatos de Adenilson Santos e Marcelo Augusto Rodrigues, que acabaram derrotados por pontos na final de suas respectivas categorias.

Voltar