fbpx

Líder Esportes

Karatê

Brasil finaliza Pré-Olímpico sem classificados para Tóquio

Valeria Kumizaki é a única que segue com chances de ir ao Japão pelo critério continental

Valeria Kumizaki, atleta da seleção brasileira de karatê
Valeria Kumizaki, atleta da seleção brasileira de karatê, segue com chances de classificação (Foto: Arquivo/WKF)

A seleção brasileira de karatê encerrou o Torneio Pré-Olímpico, no último fim de semana, na França, sem classificados para os Jogos Olímpicos de Tóquio. A competição em Paris reuniu oito brasileiros – seis atletas no kumite (modalidade de luta) e dois no kata (execução de movimentos), sob a coordenação do treinador piracicabano Diego Spigolon. Bicampeã dos Jogos Pan-Americanos, medalha de ouro no World Games e vice-campeã mundial na categoria -55 kg, Valeria Kumizaki é a única que segue com chances de ir ao Japão. Eliminada nas oitavas de final na França, a lutadora pode garantir a vaga pelo índice continental, pois foi ouro no Pan de Lima, em 2019.

No kumite feminino, o Brasil também foi representado pela campeã sul-americana e pan-americana Brenda Padilha (+61 kg), que parou na terceira rodada do Pré-Olímpico. Na repescagem, ela acabou derrotada pela romena Claudia Ionita. Stephani Trevisan (-61 kg), dona de dois títulos sul-americanos, encerrou a participação nas oitavas de final. Já no kata feminino, a campeã sul-americana e pan-americana Nicole Yonamine ficou na modesta 25ª colocação e está fora dos Jogos de Tóquio.

MASCULINO

A seleção brasileira masculina também fechou o Pré-Olímpico com resultados insatisfatórios. No kumite, o bicampeão mundial Douglas Brose (-75 kg) não passou das oitavas de final e se despediu do sonho olímpico, assim como Filipe Medeiros (+75 kg), campeão brasileiro, que perdeu na terceira rodada em Paris. Vice-campeão do mundo, Vinicius Figueira avançou às quartas de final da categoria -67 kg, mas não conseguiu a classificação para as semifinais. No kata, o campeão nacional Dyun Kimura finalizou a  participação na segunda fase.

Voltar