fbpx
Lutas

Boxe Chinês Piracicaba conquista 6 medalhas na Copa Brasil

Equipe sob o comando de Daniel Cruz tem excelente retrospecto na primeira competição oficial disputada

Equipe Boxe Chinês Piracicaba
A equipe piracicabana faturou seis medalhas na Copa Brasil, em São Paulo (Foto: Leonardo Moniz/Líder Esportes)

Sob o comando do professor Daniel Cruz, a equipe Boxe Chinês Piracicaba conquistou seis medalhas na Copa Brasil de Kuoshu, disputada no último fim de semana, no Centro Esportivo Mané Garrincha, em São Paulo. José Ednaldo Macedo (categoria 82,1 kg a 88 kg, iniciante adulto), Luiz Felipe da Silva (57,1 kg a 60 kg, iniciante adulto) e  Bruno Barbedo (82,1 kg a 88 kg, juvenil) foram campeões na modalidade de luta. A quarta medalha dourada para o time piracicabano veio com Manuella Bunho (infanto-juvenil). Vinicius Braga (infanto-juvenil) e Pedro Macedo (infantil) garantiram a prata e o bronze, respectivamente, no combate de bastão, onde são utilizadas espumas de piscina.

“São todos estreantes no boxe chinês e esse foi primeiro campeonato disputado pela equipe. Nós começamos o trabalho no segundo semestre de 2019, mas logo tivemos a pandemia (Covid-19). O projeto tem como objetivo levar o pessoal para competir e também graduar, mas nós queremos utilizar a arte marcial como instrumento para que eles possam se superar na vida. A minha própria trajetória é exemplo disso. Os campeonatos e exames ajudam nesse processo”, afirmou Daniel Cruz. Em 2018, o atual professor viveu uma história de transformação pessoal pelo esporte: após deixar o sedentarismo de lado, ele emagreceu quase 50 kg e foi campeão sul-americano de boxe chinês.

Adepto da modalidade, Daniel Cruz define a arte marcial como um sistema de combate similar ao kickboxing. “A luta também acontece em pé, mas as quedas são permitidas. A filosofia da arte é muito importante e isso contribui para o entendimento do boxe chinês. Aqui temos muitos alunos capacitados e disciplinados. O José Ednaldo, por exemplo, teve de perder muito peso na última semana e foi campeão em São Paulo. A avaliação do trabalho é bastante positiva, uma vez que a estreia na temporada competitiva nos trouxe ótimos resultados”, destacou o professor.

Daniel Cruz, professor da equipe Boxe Chinês Piracicaba

Daniel Cruz: objetivo do projeto é motivar a superação pessoal entre os praticantes (Foto: Líder Esportes)

Perguntado sobre o desempenho das crianças, Daniel Cruz elogiou Manuella Bunho, Pedro Macedo e Vinicius Braga, mas fez questão de enaltecer que a cobrança, nesta idade, não é pela conquista de resultados. “São crianças, temos que lembrar disso. Portanto, o trabalho realizado com eles é diferente. O importante é que as crianças se divirtam, que elas brinquem. É assim que conduzimos as atividades. Na última semana de preparação, elas fizeram 30 rounds, rodando entre eles, mas estavam tão felizes que nem se deram conta do tempo que treinaram. Além disso, os resultados servem de estímulo e também mostram que estamos no caminho certo”, finalizou o professor.

Voltar