fbpx
Futebol

Bortoletto promete ‘XV forte’ na Copa Paulista

Walfrido deixa o clube e Bruninho deve ser emprestado ao Confiança-SE

Arnaldo Bortoletto, presidente da Coplacana
Arnaldo Bortoletto quer o XV de Piracicaba brigando pelo título da Copa Paulista (Foto: Arquivo/XV de Piracicaba)

Com o término do Campeonato Paulista da Série A2, o foco da diretoria do XV de Piracicaba está voltado para a reformulação do elenco que disputará a Copa Paulista. Nesta quinta-feira (2), mais quatro contratos de jogadores chegam ao fim. São os casos do volante Walfrido e dos atacantes Kadu, Lucas Formiga e Misael. Destes, apenas o meio-campista não negocia a renovação com o clube. Em entrevista concedida à Rádio Jovem Pan News, o presidente do Alvinegro, Arnaldo Bortoletto, detalhou o planejamento para a disputa do torneio estadual.

“Estamos repensando a Copa Paulista e vamos entrar com uma equipe forte. Não será o mesmo time, pois os salários são altos. Já tivemos três reuniões: primeiro com o Tarcísio (Pugliese, treinador), com o Ricardo (Moura, diretor de futebol) e o Beto (Souza, gestor de futebol), para alinharmos quem fica e quem sai. Lógico que temos que reduzir essa folha salarial, pois no nosso orçamento redirecionamos mais recursos para o primeiro trimestre e agora temos o restante do ano para manter o XV em pé. Não podemos deixar o caixa negativo”, disse Bortoletto, que acredita na permanência do treinador.

O Nhô Quim estreia na Copa Paulista no dia 23 de junho, às 10h, contra a Inter de Limeira, na casa do adversário

“A princípio, o Tarcísio Pugliese fica. Ele me disse que só sairá se receber uma proposta irrecusável, de um time de Série A1 (Paulista) ou uma Série B (Campeonato Brasileiro), alguma equipe forte. Ele gostou do XV de Piracicaba, do elenco, quer montar um time forte e sair daqui vencedor”, completou o mandatário. O Nhô Quim estreia na Copa Paulista no dia 23 de junho, às 10h, contra a Inter de Limeira, no estádio Major José Levy Sobrinho, em Limeira.

O meia Rafael Mineiro, que passou por cirurgia no joelho no segundo semestre de 2018, deve ser integrado ao elenco que disputará a competição estadual. O lateral-esquerdo Rubens Carvalho, formado nas categorias de base do clube piracicabano, deve ganhar nova oportunidade. Como já havia renovado com o também lateral canhoto Anderson Santos, a permanência de Michel é incerta no Alvinegro. Confira abaixo mais trechos da entrevista concedida pelo presidente.

REFORÇOS

“Primeiro vamos definir quem fica, pois temos metade do orçamento anterior (cerca de R$ 150 mil para pagamento de atletas, sem os encargos), mas não é por isso que vamos deixar o time fraco. Teremos um elenco de 18 a 20 jogadores, para buscar cinco ou seis reforços que venham para agregar. Não vamos inchar a equipe, pois já falei com o Tarcísio e quero ver atletas de base jogando, pois se não dermos oportunidades, não saberemos se nossos jogadores terão futuro ou não. Temos sete jogadores da base compondo o elenco”.

PATROCINADORES

“Já gastamos aproximadamente R$ 3 milhões e pelo orçamento previsto devemos fechar o ano com um gasto total em torno de R$ 6 milhões […]. Estamos atrás de mais patrocínios. Tem uma empresa que está para vir. É um aporte pequeno, mas ajuda, pois dá para colocar mais dois jogadores no elenco. Tem mais duas multinacionais que eu estava com os presidentes, mas não é tão fácil fechar os contratos. Uma empresa é japonesa e a outra indiana”.

André Cunha, lateral-direito do XV de Piracicaba, em lance da partida contra o Rio Claro, pela 14ª rodada da primeira fase da Série A2 do Campeonato Paulista

André Cunha pode permanecer como supervisor ou auxiliar no XV (Foto: Michel Lambstein)

ANDRÉ CUNHA

“Temos negociado com ele, pois como vocês sabem, ele é um atleta de 40 anos e a intensidade, o volume de jogo do XV é muito forte, ainda mais para jogadores do meio-campo. Algumas pessoas dizem que o Misael não estava aguentando o jogo todo, mas a verdade é que a intensidade do meio-campo exige muito, nas alas, buscando rebotes, roubando bolas, precisando se movimentar o tempo todo, o que gera um desgaste físico muito grande. O André Cunha tem contrato (31 de julho) e vamos cumpri-lo. Estamos negociando para ele permanecer como um supervisor ou auxiliar de campo. Ele é muito querido em Piracicaba, a diretoria também gosta muito dele, é uma boa pessoa. Estamos negociando para ver o que podemos fazer de melhor para ele”.

BRUNINHO

“O Bruninho é um atleta nosso, da casa, acreditamos muito nele. Houve uma infelicidade de perder um gol decisivo, mas não podemos crucificá-lo, pois trabalhamos em equipe. Ele não fez, mas se a defesa não tomasse o gol, nós estaríamos classificados. Não podemos culpar um só. Falamos muito em trabalho em conjunto, então não queremos só um herói ou vilão […]. O Confiança-SE pediu e nós devemos emprestá-lo até o final da Série C do Brasileiro. Ele vai para lá, deve adquirir mais experiência e quem sabe retorna para a Série A2, no ano que vem”.

Voltar