fbpx
Basquete

Basquete Pira faz ajustes para estrear na temporada

Time feminino do Caldeirão vai disputar a Liga ARB, prevista para começar em abril

Ariel Rodrigues, técnico da equipe feminina de basquete do Basquete Pira/Caldeirão
O técnico Ariel Rodrigues comanda o treinamento realizado pelo Basquete Pira (Foto: Caroline Castilho/Líder Esportes)

A equipe feminina do Basquete Pira/AEL/Caldeirão se prepara para a estreia na Liga ARB (Associação Regional de Basquete), na categoria adulta. A competição está prevista para começar em abril, em data a ser definida pela organização. Além de Piracicaba, mais quatro cidades já estão confirmadas no torneio: Araras, Hortolândia, Itupeva e Jundiaí. De acordo com o regulamento, os times se enfrentam em turno e returno na primeira fase, e as quatro melhores colocadas se classificam para os playoffs.

Da seletiva realizada no início do ano, nove atletas sub-20 foram escolhidas e se juntaram às três jogadoras remanescentes. “É um time novo, mas tem meninas com potencial. Algumas delas jogaram em 2019, então nós sabemos o que esperar. As meninas que chegaram agora nós vamos analisar ao longo do campeonato, porque é uma competição adulta. Eu creio que a Liga ARB também será muito boa como preparação para os Jogos Regionais e Abertos. Não que o objetivo não seja ser campeão, pois é também, mas servirá como um teste para os nossos principais objetivos em 2020”, destacou o técnico Ariel Rodrigues.

REGULAMENTO

A SELJ-SP (Secretaria de Esportes, Lazer e Juventude do Estado de São Paulo) publicou no dia 1º de fevereiro as alterações nos regulamentos dos Jogos Regionais 2020. Na ocasião, foi anunciada a extinção da categoria sub-20 do basquete, que agora passa a integrar a adulta. Com essas mudanças, o time piracicabano retomou as conversas com atletas que jogaram pelo Basquete Pira/AEL/Caldeirão no ano passado, com o objetivo de reforçar o grupo para a atual temporada.

“Estamos completando a equipe com atletas da categoria adulta, algumas são de Piracicaba e outras são de fora. Também há conversa com mais três meninas da equipe do ano passado para acertar o retorno delas. Hoje, nós treinamos de segunda-feira a sábado, diferente do que foi em 2019, quando muitas jogadoras tinham um segundo trabalho e não conseguiam treinar. Ao longo da semana, os treinamentos variam entre quadra e academia, com treinos funcionais. Com isso, estamos reformulando a equipe com meninas que consigam treinar com mais frequência”, completou o treinador.

O Basquete Pira/AEL/Caldeirão tem apoio da Academia Performance, Capmaker, Claudinho’s Restaurante, Colégio 15 de Novembro, Farmapira, Fatep, Hyper, Santa Clara Lavanderia e 3 Artes Comunicação Visual.

Voltar