fbpx
Basquete

Basquete Pira estuda participação no Paulista 2020

Time piracicabano disputaria competição estadual na categoria sub-19 no próximo ano

O técnico Ariel Rodrigues se reuniu com o presidente da FPB no último fim de semana (Foto: Arquivo/Vitor Prates)

O técnico da equipe feminina do Basquete Pira/AEL/Caldeirão, Ariel Rodrigues, se reuniu no último sábado (26) com o presidente da FPB (Federação Paulista de Basquete), Enyo Correia. No encontro, que aconteceu em Piracicaba, as duas partes discutiram a possibilidade de o time piracicabano participar, em 2020, do Campeonato Paulista Sub-19. Aprovado via chamamento público, o projeto Basquete Pira foi idealizado pelo Caldeirão FC, em parceria com a Selam (Secretaria de Esportes, Lazer e Atividades Motoras), e é responsável pelo desenvolvimento do esporte na cidade.

“A reunião foi interessante, serviu para analisarmos algumas possibilidades, como questões envolvendo custo e inclusão. O encontro foi breve, mas o presidente deixou claro que, para a federação, seria um prazer contar novamente com uma equipe de Piracicaba no Paulista Sub-19. Ele demonstrou inclusive o interesse em ter uma equipe adulta, mas aí seria um outro passo, com outros gastos e isso demandaria investimento e patrocínio”, relatou Rodrigues, que completou.

“Para o sub-19, pensando no projeto, seria uma novidade muito bacana. Hoje, estamos com pouco mais de 100 meninas em nossos núcleos e essa categoria poderia integrar algumas meninas mais velhas e servir de estímulo para as mais novas, além de ajudar na montagem das equipes para os Jogos Regionais e Abertos. São ideias, não existe nada oficial, mas estamos estudando possibilidades”, disse o treinador. O projeto Basquete Pira oferece aulas gratuitas para meninas a partir de 7 anos de idade em núcleos instalados no Bairro Alto, Itapuã, Nova América e Paulista. Mais informações pelo telefone (19) 98134-6904.

EXPECTATIVA

Com três vitórias e três derrotas na fase de classificação, a equipe comandada por Ariel Rodrigues aguarda o desfecho da fase de classificação para saber se estará ou não nas semifinais da Liga Metropolitana, agendadas para o mês de novembro. “Dependemos de resultados para saber se estaremos entre os quatro melhores. É difícil, tivemos muitos desfalques na competição, mas fizemos bons jogos”, concluiu o técnico. O Basquete Pira tem apoio da Academia Performance, Capmaker, Claudinho’s Restaurante, Colégio 15 de Novembro, Farmapira, Fatep, Santa Clara Lavanderia e 3 Artes Comunicação Visual.

Voltar