fbpx
Lutas

Atividade marca encerramento de projeto social

Centro Esportivo MR recebeu mais de 40 crianças para uma vivência esportiva

Marcos Ribeiro, treinador da equipe de boxe do Centro Esportivo MR
Marcos Ribeiro foi o responsável pela idealização do projeto no Centro Esportivo MR (Foto: Arquivo/Líder Esportes)

Com mais de 40 crianças reunidas, o Centro Esportivo MR recebeu no último fim de semana o ato de encerramento do Projeto Social e Educativo Araxá Capoeira, Cultura & Esporte, desenvolvido em parceria com a Selam (Secretaria de Esportes, Lazer e Atividades Motoras). O projeto, que foi aprovado via chamamento público e financiado pela Prefeitura de Piracicaba, atendendo as determinações do Marco Regulatório (Lei Federal 13.019/2014), termina no dia 28 de fevereiro.

No domingo (17), as atividades coordenadas pelo mestre Marcos Farias e o contramestre Adriano Rigo consistiram em uma vivência e oficina de maculelê, seguida de uma roda de capoeira e ainda uma confraternização, com ‘comes e bebes’. “A experiência foi muito rica, reunindo as crianças do projeto, além dos mestres e contramestres que trabalham conosco, e os pais que participaram também. O encerramento simbólico foi voltado para as crianças, o objetivo é que elas se divertissem”, afirmou Marcos Ribeiro, idealizador do projeto.

As aulas conduzidas pelo projeto Araxá Capoeira, Cultura & Esporte, vinculado ao Centro Esportivo MR, foram gratuitas e abertas à população piracicabana. As atividades aconteceram em quatro núcleos instalados nos bairros Javari 2, Jupiá e Parque Primeiro de Maio, e também na sede do Centro Esportivo MR. Em 2018, além de contribuir em eventos como o Dia do Desafio, foi realizada uma série de encontros envolvendo os participantes de cada núcleo, com vivências incluindo aulas práticas, fundamentos técnicos, ritmicidade e música.

“Foi importante essa interação de um núcleo com o outro, dos mestres, professores e alunos. O mestre Marquinhos coordenou a oficina, que teve uma didática muito positiva e veio para enriquecer o projeto. Num todo, foi bem legal, fez o programa de atividade que fizemos, com os atendimentos e uma vivência em cada núcleo. Pelo cronograma, o projeto vai até o dia 28 de fevereiro. A partir disso, vamos aguardar o posicionamento da Selam para um possível renovação”, finalizou Ribeiro.

Voltar