fbpx
Futebol Americano

Ataque funciona e Cutters vence, mas é eliminado

Derrota sofrida pelo Santos acaba com as chances de classificação aos playoffs

Piracicaba Cane Cutters 41x22 Spartans Football
Os Cutters estudam a participação na Taça 9 de Julho no segundo semestre da temporada (Foto: Marco Grigoleto)

O Piracicaba Cane Cutters derrotou o Spartans Football no último domingo (27) por 41×22, em partida realizada no Estádio do Canindé, em São Paulo. O resultado alcançado na última rodada da fase de classificação, porém, não foi suficiente para o time piracicabano avançar aos playoffs da SPFL (São Paulo Football League), competição profissional de futebol americano. A eliminação se deve ao tropeço do Santos Tsunami, que perdeu de virada para o Jundiaí Ocelots FA, pelo placar de 12×8.

O time de Piracicaba encerrou a participação no torneio com três vitórias e três derrotas. A tarefa dos Cutters para conquistar a vaga era bastante complicada. Além de vencer os Spartans, a equipe piracicabana precisava de duas derrotas do Ocelots FA, contra Santos e Corinthians Steamrollers. A combinação também incluía um triunfo santista ante o Mooca Destroyers, o que provocaria um empate triplo entre Cane Cutters, Ocelots FA e Santos, levando a decisão da vaga aos playoffs para o saldo de pontos.

“O jogo contra os Spartans foi sem dúvida a melhor apresentação ofensiva da equipe. Nós entramos em campo sabendo da necessidade de vencer e o ataque jogou demais. Infelizmente, Santos perdeu para o Ocelots, mas saímos de cabeça erguida em uma competição de nível elevado”, disse o running back Renan Righetto. No último fim de semana, os Cane Cutters chegaram a abrir 35×0 no terceiro período e, embora a equipe tenha cedido três touchdowns ao adversário, venceu com folga.

AVALIAÇÃO

Apagões, falhas coletivas e erros de arbitragem, sobretudo na partida contra o Corinthians, foram apontados pelo elenco ‘causas’ pelas três derrotas sofridas. A sensação, contudo, é de dever cumprido. “Nós entramos no campeonato e éramos vistos como um time ‘fraco’ pelos adversários. Conseguimos mostrar que aqui a gente trabalha duro e que somos competentes. Não conseguimos vaga por detalhes, mas mostramos nosso valor”, afirmou o jogador do time piracicabano.

“Nós estamos no caminho certo e vamos voltar mais preparados para tentar levar o título. A cobrança interna aumenta com a eliminação. Nós sabemos que temos potencial e condições de chegar em finais, mas estamos ‘parando’ em detalhes. O trabalho continua, temos uma seletiva marcada e estamos aguardando a possibilidade de jogar a Taça 9 de Julho (competição estadual no segundo semestre). Queremos pelo menos chegar à final”, completou Righetto.

Voltar