fbpx
Futebol

Após 5 meses, XV recebe Votuporanguense no Barão

Jogo com portões fechados será realizado nesta quarta-feira (19), às 16h, em Piracicaba

Diego Jussani, zagueiro, e Daniel Costa, meia do XV de Piracicaba
Diego Jussani e Daniel Costa, peças fundamentais para o XV de Piracicaba (Foto: Arquivo/Michel Lambstei)

Foram cinco meses de paralisação devido à pandemia causada pela Covid-19. Sem jogar desde o dia 14 de março, XV de Piracicaba e Votuporanguense voltam a campo nesta quarta-feira (19), às 16h, no estádio Barão da Serra Negra, pela antepenúltima rodada da primeira fase da Série A2 do Campeonato Paulista. Quinto colocado com 19 pontos ganhos, três atrás do líder São Bernardo e um acima da Portuguesa, que fecha o G-8, o time piracicabano precisa vencer para ficar mais próximo da segunda fase. O duelo marca a estreia do técnico Evaristo Piza, que substitui Tarcísio Pugliese, demitido em julho após discussão com o presidente Arnaldo Bortoletto.

“O que veremos nestas três rodadas que restam para o término da primeira fase é um campeonato completamente diferente. Nenhum atleta profissional de futebol jamais ficou cinco meses sem jogar, mas a pandemia foi algo que afetou todo o planeta. O XV deu total respaldo aos jogadores e fizemos um trabalho muito forte desde que os treinos foram liberados, em julho. Vejo todo mundo bem preparado e motivado e queremos que essa retomada do campeonato aconteça com uma grande vitória”, disse Diego Jussani, capitão quinzista, que não terá a companhia na zaga de Gilberto Alemão, negociado com o Remo-PA.

‘Teremos três partidas e o erro não pode existir. Todas elas têm que ser encaradas como decisão’, disse Evaristo Piza

Além de Gilberto Alemão, o Nhô Quim perdeu o volante Bruno Lima, que acertou com o Brasiliense-DF na paralisação. Em contrapartida, o lateral-esquerdo Samuel Balbino foi contratado. Nas demais posições, a espinha dorsal foi mantida. “Todos os clubes passaram por profundas reformulações no elenco e na comissão técnica. De forma alguma estamos imaginando que o Votuporanguense será um adversário fácil. Temos que entrar em campo com respeito e sabemos que teremos que lutar muito para conquistar os três pontos”, complementou Jussani. O adversário do XV é o lanterna da Série A2, com apenas nove pontos somados, e contratou oito jogadores para a reta final do Paulista – 13 atletas foram mantidos. Titulares como o zagueiro Lucão, o lateral Danilo Belão, os meias Everton e Diogo Sodré, e o atacante Pedro Bortoluzo deixaram o CAV.

TABELA

Além da equipe de Votuporanga, o XV encara o São Bernardo, no dia 26, às 15h, no Estádio Primeiro de Maio, e o Penapolense, no dia 30, às 11h, novamente em Piracicaba, pelo complemento da primeira fase. A Série A2 é liderada pelo São Bernardo, que aparece no topo da classificação geral com 22 pontos, seguido por Taubaté (21), Portuguesa Santista (20) e Monte Azul (19). O XV de Piracicaba ocupa a quinta colocação, também com 19 pontos. São Caetano, Juventus e Portuguesa fecham o G-8, respectivamente, com 18 pontos. Os oito primeiros colocados avançam para a segunda fase. Campeão e vice estarão na Série A1 em 2021, enquanto os dois últimos irão para a Série A3.

“A expectativa é boa, não somente pela volta do campeonato, mas também por essa minha reestreia no XV. Foram três semanas de muito trabalho, conhecimento e resposta positiva do elenco, com relação ao que foi proposto durante os treinamentos. Teremos três partidas nesta primeira fase e o erro não pode existir. Todas elas têm que ser encaradas como decisão”, analisou o técnico Evaristo Piza, que não contará com o zagueiro Douglas Marques, suspenso. “Nossos torcedores farão muita falta, até por se tratar de uma torcida como a do XV. Foi isso que eu passei aos atletas, que será necessário atenção desde o primeiro minuto, para não desconcentrar”, concluiu o treinador.

Voltar