fbpx
Karatê

Após 5 meses, seleção volta a treinar em Piracicaba

Equipe nacional faz training camp na cidade com principais candidatos olímpicos

Douglas Brose, atleta da seleção brasileira de karatê
Bicampeão mundial, Douglas Brose participa do training camp, em Piracicaba (Foto: Caroline Castilho)

Desde o fim de março sem atividades presenciais em virtude da pandemia causada pelo novo coronavírus (Covid-19), a seleção brasileira de karatê voltou a reunir 12 atletas para um training camp, que começou no último dia 13, em Piracicaba. Os karatecas estão treinando no Clube de Regatas Palmeiras, o Palmeirão, sob a orientação do coordenador técnico da equipe adulta, Diego Spigolon, e da treinadora Lucélia Ribeiro Brose. Para 2020, ainda não há previsão de retorno para as competições oficiais.

“Com certeza, essa volta aos treinamentos é muito importante para uma maior motivação e para que os atletas conseguissem ter uma condição mais ideal de trabalho. Sem dúvida alguma, treinar com os companheiros de equipe faz toda a diferença para eles. Esse retorno é muito importante para todos, até porque as seleções da Europa e dos países asiáticos já voltaram com os treinos presenciais há mais tempo que nós”, destacou Spigolon.

Durante o período em que os treinos presenciais foram suspensos, os karatecas realizaram treinamentos online. “Nós retomamos com um grupo muito pequeno, sem a seleção brasileira completa, mas o principal é motivá-los, fazer com que eles renovem as energias, ter um padrão de treinamento e, realmente, continuarem focados. Ainda não há nada definido, mas estar em movimento faz muito bem não só para a parte técnica, mas para a parte psicológica também”, afirmou Lucélia.

Seleção Brasileira de Karatê - Training Camp Piracicaba 2020

A seleção brasileira prepara-se em Piracicaba para a sequência da temporada (Foto: Caroline Castilho)

A agenda de competições deste ano continua indefinida – não há previsão se haverá torneios presenciais. Para 2021, já foi confirmada uma etapa da Liga Mundial em Lisboa, em Portugal. “A etapa de Lisboa é o início do calendário do ano que vem. A mais importante para nós é a etapa de Rabat, no Marrocos, que será realizada no início de abril, pois é a última competição que conta pontos para o calendário olímpico. Em março também temos a etapa da Liga Mundial de Baku, no Azerbaijão”, completou Spigolon.

PRÉ-OLÍMPICO

Dos 12 karatecas que estão participando do training camp, seis disputarão a vaga no Pré-Olímpico Mundial, em junho de 2021, na França. São eles: Brenda Padilha (+61 kg), Douglas Brose (-75 kg), Filipe Medeiros (-84 kg), Stéphani Trevisan (-61 kg), Valeria Kumizaki (-55 kg) e Vinicius Figueira (-67 kg). “Os treinos estão sendo bem produtivos, conseguimos unir um grupo forte, com o mesmo objetivo, e treinar junto com a supervisão dos técnicos. Agora temos mais tempo para nos prepararmos. O meu maior objetivo é conseguir a vaga pelo ranking olímpico, ainda tenho a etapa no Marrocos para conseguir essa classificação”, finalizou Figueira.

Voltar