fbpx
Tênis de Mesa

Após 12 anos, Piracicaba perde liderança

Cidade despenca na Liga Paulista; crise financeira atinge esporte local

A crise que atinge o esporte amador em Piracicaba chegou ao tênis de mesa. Com o repasse público emperrado desde o início do ano, quando entrou em vigor o marco regulatório do terceiro setor (Lei Federal 13.019/2014), a equipe piracicabana não consegue vencer sequer a Liga Paulista, competição que está habituada a ganhar com relativa facilidade. Jogando em casa no último sábado (5), Piracicaba fechou a sexta etapa do torneio com a terceira colocação. O evento, que tem apoio da Selam e da Agência de Turismo Monte Alegre, foi realizado no Ginásio Municipal José de Oliveira Garcia Netto e teve como vencedor Araras.

Na ocasião, Piracicaba somou 7.278 pontos contra 12.727 da primeira colocada. O segundo lugar ficou com a representação de Jaú, que anotou 8.357 pontos. A derrota custou a Piracicaba a liderança anual após 12 anos de hegemonia. Na Liga Paulista, a cidade é representada pelos mesatenistas de Fran TT/Café Morro Grande/Selam e CCP (Clube de Campo de Piracicaba). Melhor para Araras, que chegou aos 75.621 pontos na classificação geral e deixou a Noiva da Colina em segundo, com 71.035.  Santa Bárbara d’Oeste está em terceiro, mas longe da briga pelo título (41.579 pontos).

Para a coordenadora do Centro de Treinamento Fran TT, Francine de Camargo Mendes, os problemas financeiros em Piracicaba explicam a situação esportiva, com a saída de atletas para outras equipes. “Há pouco tempo, contávamos com uma média de 40 atletas a cada etapa da temporada. Hoje, a situação é outra e contamos com pouco mais de 25 atletas, o que naturalmente reduz a capacidade da equipe”, disse Francine. “Apesar da dificuldade, a Fran TT foi campeã com mesatenistas da cidade nos Jogos Regionais, em Lençóis Paulista. Isso nos faz manter a esperança de que estamos no caminho certo”, valorizou.

Voltar