fbpx

Líder Esportes

Voleibol

Apiv traça planejamento para temporada 2016

Time feminino acerta detalhes e divulga programação na próxima semana

Apiv voleibol feminino de Piracicaba
Em 2015, a Apiv venceu um título e ficou com dois vice-campeonatos na temporada (Foto: Divulgação)

A equipe feminina de vôlei da Apiv (Associação Piracicabana de Voleibol) anuncia na próxima terça-feira (29) o planejamento para a temporada 2016. No ano passado, o time dirigido por Zeca e Marcelo Nicolossi foi campeão dos Jogos Regionais com uma vitória na decisão sobre Bauru, clube que joga a Superliga, e ficou com o vice-campeonato nos Jogos Abertos do Interior e no Campeonato Paulista após perder duas decisões para São Bernardo do Campo, também integrante da Superliga, por 3 sets a 2.

“Foi mais um ano vencedor. Vencemos os desafios com trabalho duro e competente de um grupo apaixonado por voleibol. Temos uma equipe comprometida e que joga em alto nível. Já estamos trabalhando para que 2016 seja ainda melhor”, declarou o presidente da associação, Nelson Brenelli. Além de buscar resultados, o time piracicabano tem outra característica: revelar talentos – na temporada 2015/2016 da Superliga, sete das 12 equipes que disputam a primeira divisão do torneio, contam com jogadoras reveladas ou que passaram pelo time piracicabano. Na Série B, de seis clubes, dois se encontram nessa situação. Ao todo, há 13 atletas ex-Apiv nas competições nacionais.

EMPRÉSTIMO

Sem compromissos nos primeiros meses do ano, a Apiv liberou as atletas para atuarem por outros clubes. Três delas, inclusive, foram emprestadas para equipes do exterior: a central Bruninha foi para o Club Deportivo, do Peru; a ponteira Thaynara se encontra no Al Ahly, do Egito; e a levantadora Melissa defende, no Kosovo, a agremiação do KV Skenderaj. “É a primeira vez que jogo fora do país. É uma experiência nova e única. Apesar de eu não falar inglês e muito menos árabe, voleibol é universal. Então, dentro de quadra, está normal. Mas, fora dela, a comunicação está muito difícil. Só o tradutor online para salvar (risos)”, disse a jogadora em entrevista recente ao LÍDER.

Voltar