fbpx
Futebol

Aliviado, Piza diz que poderia ‘perder emprego’

Treinador agradece confiança da diretoria e exalta vitória sobre Inter de Limeira

Evaristo Piza, treinador do XV de Piracicaba
Evaristo Piza, aliviado após a vitória sobre a Inter de Limeira (Foto: Arquivo/Leonardo Moniz/Líder Esportes)

A vitória por 3×1 sobre a Inter de Limeira, no último sábado (3), no estádio Barão da Serra Negra, deu um pouco mais de tranquilidade ao XV de Piracicaba. O elenco terá uma semana para trabalhar visando o próximo desafio, contra o Taubaté. Com o triunfo sobre o Leão, o Nhô Quim subiu para a décima colocação, com sete pontos ganhos, e continua na briga pela classificação para a próxima fase. A primeira vitória em casa também aliviou a pressão sobre o técnico Evaristo Piza, que agradeceu o voto de confiança dado pela diretoria.

“Deus é justo e honra as pessoas que trabalham. Há confiança do Celso (Christofoletti, presidente), Ricardo (Moura, vice) e Beto (Souza, gestor de futebol) no meu trabalho. Agradeci a eles após a derrota por 4×0 no jogo contra o Oeste, pois era fácil mudar o comando lá, devido à cobrança, perdendo em casa de goleada, e eu nem poderia falar nada. Me deram a oportunidade, fomos a São Paulo jogar contra a Portuguesa, melhoramos, e merecíamos o resultado”, disse Evaristo Piza.

ANÁLISE

“Contra a Inter de Limeira, foi um jogo amarrado, um clássico regional, com uma chance aqui e outra chance ali. Fizemos 1×0 e tivemos a oportunidade de fazer o segundo gol nos pés do Fabinho. Não marcamos e sofremos o empate. Depois, tivemos mais uma chance nos pés do Éverton para fazer 2×1 e não fizemos. Aí teve o pênalti e nós perdemos. Eu sei que poderia perder o emprego com um empate dentro de casa, o futebol é assim, infelizmente. Mas, isso não aconteceu, graças a Deus, e tenho que honrá-lo”, complementou.

O XV de Piracicaba volta a campo no próximo sábado (10), às 16h, para encarar o Taubaté no estádio Joaquim de Morais Filho, em Taubaté. A partida é válida pela sexta rodada do Campeonato Paulista da Série A2. O volante Guly, que cumpriu suspensão contra a Inter de Limeira, devido ao terceiro cartão amarelo, está liberado para o jogo. Recuperado de uma fratura no pé direito, o atacante Bruninho iniciou no último domingo (4) a fase de transição do departamento médico para o campo, mas depende de evolução para ser liberado para os jogos.

Voltar