fbpx

Líder Esportes

Karatê

Ainda sem ritmo, Hernani perde no Marrocos

Após seis meses recuperando-se, atleta piracicabano é eliminado por saudita

Hernani Veríssimo e Diego Spigolon, karatê Sport Way Piracicaba
Hernani e Spigolon voltam ao Brasil nesta terça-feira (10) após a competição em Rabat (Foto: Arquivo/Geraldo de Paula)

*Capa: Arquivo/Geraldo de Paula

Hernani Veríssimo retorna ao Brasil nesta terça-feira (10) após disputar, no Marrocos, a etapa de Rabat da Premier League, válida pelo circuito mundial de karatê. O evento marcou a volta do atleta piracicabano às competições internacionais depois de recuperar-se de uma lesão no ombro direito que o afastou dos tatames por seis meses. Em solo marroquino, o lutador acabou derrotado pelo saudita Raef Al Turkistani, pelo placar de 1×0. O duelo foi válido pela categoria -75 kg.

A Premier League foi o segundo campeonato disputado por Hernani depois da contusão. Na semana anterior, ele venceu o Meeting Nacional da Seleção Olímpica, em Belo Horizonte (MG), com três triunfos, o último sobre Willians Quirino na decisão. O foco agora do atleta da equipe equipe Sport Way/Selam/Apreciate/Lourenço Alimentos/Arawaza é o Campeonato Sul-Americano de Karatê, que reunirá as categorias sub-14, cadete, júnior, sub-21 e sênior em Guayaquil, no Equador, de 23 a 29 de abril.

AVALIAÇÃO

“O balanço é positivo pela volta dele, pelo fato de competir novamente. No Meeting Nacional, o Hernani conseguiu passar pelos adversários. A Premier League tem uma dimensão diferente. É um evento que reúne os melhores atletas do mundo. Nós conversamos e chegamos ao consenso de que o desempenho no Marrocos foi aquém do que ele pode lutar”, afirmou o treinador Diego Spigolon, que viajou para Rabat com a delegação da seleção brasileira que participou da competição.

“Há uma série de circunstâncias que pode explicar isso (rendimento). Por mais que ele tenha vencido o Meeting Nacional, o Hernani ainda não está no ritmo ideal, pois ficou muito tempo sem competir. Na volta, disputou um evento internacional com essa magnitude. Mas é cabeça erguida, vamos participar de muitas competições e o Hernani precisa estar bem. Agora é focar nos treinos e readquirir a confiança para arriscar um pouco mais”, finalizou Spigolon.

Voltar