fbpx
Opinião

Agradável

*Capa: Michel Lambstein

Tem sido agradável ver o XV de Piracicaba jogar nesta Copa Paulista. Contra o Linense, foi assim também. Repetitivo e desnecessário recordar o limite técnico da competição, mas a verdade é que o futebol jogado pelo time do Evaristo Piza me chama atenção. Há um padrão, um estilo de jogo que visivelmente tem sido trabalhado. É diferente do 4-3-3 bagunçado e decepcionante do Márcio Fernandes, por exemplo. Talvez, o fator mais importante neste momento nem seja o tático; chama a atenção a postura da equipe: batalhadora e voluntariosa. O ponto fora da curva foi Mirassol.

Na teoria, Piza, com o tempo, fará crescer a equipe. No papel, o elenco é mais completo que o do ano passado. Aquele foi campeão, não significa que este será. A contratação de André Cunha foi fundamental para o sistema implementado pelo técnico. Não é o cara que mais corre, mas é, de longe, o que melhor pensa. No jogo contra o Linense, ficou nítida a capacidade que ele tem de clarear uma jogada. Sem a bola, gesticula, orienta, posiciona os colegas de equipe. O XV tem um líder, no campo e fora dele.

A contratação do Alex Willian, a princípio, é excelente notícia. Mérito do Beto Souza, bastante criticado, mas responsável também pelo bom elenco atual. O andar da carruagem dirá se as falhas cometidas na Série D do Brasileiro e, principalmente, na Série A2 do Paulista, serviram de lição. Penso que é válido conceder a segunda oportunidade. Dois pitacos: gosto do futebol do Bruninho. Lembra bastante o Jonathan Cafu. Na velocidade, é quase impossível vencê-lo. Peca por precipitação. Se aprender a finalizar, cai nas graças da torcida. Para encerrar: Tito tem destoado da equipe. É bom jogador, já vimos isso. Mas parece (sim, parece) que falta-lhe apetite. Aguardemos.

Leonardo Moniz é jornalista e editor de conteúdo do LÍDER

Voltar