fbpx

Líder Esportes

Handebol

ADH 15 se reinventa durante pandemia: ‘Nossa responsabilidade’

Treinador da equipe, José Batista avalia temporada 2020 e projeta o próximo ano com otimismo

*Capa: Arquivo/Adilson Zavarize

A pandemia causada pela Covid-19 trouxe prejuízos incalculáveis para a sociedade e com as modalidades esportivas amadoras, a realidade não é diferente. O esporte, que sofreu em 2020 com o cancelamento das competições, falta de treinamentos e limitações causadas pelo distanciamento social, precisou se reinventar. Nesse contexto, a Associação Desportiva de Handebol 15 de Piracicaba adotou desde o mês de março um protocolo de treinamentos desenvolvido especialmente aos atletas e alunos que integram o Projeto Handebol Futuro.

O programa é realizado em parceria com a Selam (Secretaria de Esportes, Lazer e Atividades Motoras de Piracicaba). A iniciativa procurou oferecer orientações para que os alunos pudessem praticar atividades físicas monitoradas pelo técnico José Batista e os professores que integram a comissão técnica. Os vídeos gravados pelos próprios alunos foram publicados periodicamente nos canais de comunicação da agremiação e disponibilizados no site e nas redes sociais (Facebook e Instagram).

Na avaliação de Batista, as aulas online atenderam o propósito de desenvolver o esporte de base em Piracicaba. Segundo o treinador, as atividades têm sido fundamentais para incentivar a continuidade das orientações transmitidas de forma virtual para os 130 alunos que participam do Projeto Handebol Futuro. “A Associação Desportiva de Handebol 15 de Piracicaba tem responsabilidade social com os alunos que integram as nossas cinco categorias: mirim, infantil, cadete, juvenil e adulto, feminino e masculino”, falou.

Desde agosto, foram implementadas as aulas práticas online, com o objetivo de fortalecer o cronograma das ações desenvolvidas para amenizar os impactos causados pela pandemia. Apesar das incertezas em relação aos avanços da doença para o ano de 2021, Batista espera ter condições de retomar as atividades presenciais, inclusive com a volta das competições. “A nossa vontade é enorme, mas sabemos que é preciso ter paciência e continuar respeitando as medidas adotadas de higiene e distanciamento social”, finalizou.

Voltar