fbpx
Opinião

A inacreditável força mental

*Capa: Cesar Greco/Agência Palmeiras

A força mental desse time do Palmeiras é algo digno de uma tese. É digna de estudo. Qualquer outro time que sofre o primeiro gol nos acréscimos do primeiro tempo, e leva o segundo nos primeiros minutos do segundo, fica praticamente na lona. Mas o Palmeiras não.

É inacreditável como a equipe de Abel Ferreira renasce e encontra as soluções durante os jogos. Parece que os comandados do português têm a certeza de que a qualquer momento definirão o duelo em seu favor. É um time gelado em suas decisões. No entanto, sabemos que não é só isso. Não é somente a frieza mental. O Palmeiras é um time operário, um time que trabalha muito. Dá para ver nitidamente que é uma equipe que tem repertório.

Nas bolas paradas, então, esse time é um absurdo! Tem muita “jogada pronta”, como disse o técnico Cuca na coletiva pós-jogo. Isso tudo faz a diferença em um grupo nota 7 e bem abaixo dos elencos do Flamengo e do próprio Atlético-MG.

Outra vantagem do Palmeiras é que ele tem Gustavo Scarpa. Seu talento e poder de decisão são impressionantes. Está jogando muito e é inadmissível o torcedor palmeirense pensar que seu principal jogador na temporada irá, ao final do ano, sair de graça para um time pequeno da Inglaterra. É o melhor jogador atuando no futebol brasileiro atualmente. Curiosamente, o futebol de Scarpa cresceu a partir do momento em que assinou um pré-contrato com o desconhecido Nottingham Forest.

Mas isso é uma outra história. Agora, o segundo round será na próxima quarta-feira (10) no Allianz Parque, que terá 40 mil vozes empurrando o time paulista. Mas engana-se quem pensa que o Atlético-MG está nas cordas. É uma equipe que tem limitações no setor defensivo – não gosto da zaga do Galo -, mas do meio para frente é uma máquina de jogar futebol.

Se der a lógica, será um grande jogo, aberto, cheio de alternativas e emoções para os torcedores que irão a campo. As duas equipes jogam de forma muito parecidas, atuando verticalmente, sem muita valorização da posse de bola e em alta velocidade. São times espelhados e espetaculares, por isso acredito que será um grande espetáculo.

Erivan Monteiro é jornalista e cronista esportivo

Voltar