fbpx

Líder Esportes

Opinião

A evolução de Bruninho

*Capa: Michel Lambstein

O ataque do XV de Piracicaba tem sido um dos setores bastante cobrados nos últimos anos. E não poderia ser diferente. Quando o atacante agrada em uma competição, ele deixa o clube ou vai mal no campeonato seguinte. São poucos os que marcaram mais de dez gols em uma temporada completa pelo XV. Em 2010, Paulinho marcou 16 gols. Foram oito na Série A3 e mais oito na Copa Paulista. Foi importantíssimo para retirar o XV do calvário da A3. Em 2011, Adilson marcou 12 gols, sendo um no amistoso contra o Palmeiras e mais 11 na Série A2, sendo decisivo na reta final da campanha que deu o acesso à primeira divisão paulista e o título da A2.

Paulinho voltou a ter destaque em 2012, marcando um gol na Série A1 e 11 na Copa Paulista, terminando a competição como artilheiro. Passado esse período, somente em 2017 outro jogador passou a ter destaque balançando as redes: Bruninho. Já são 11 gols marcados, sendo cinco no Paulista da A2 e mais seis na Copa Paulista. Por se tratar de um atleta de velocidade, atuando mais como um segundo atacante ou pela beirada, como alguns treinadores costumam chamar, os números são muito bons.

Revelado pelo clube, Bruninho é jovem, completará 22 anos no próximo sábado (21), justamente no dia do primeiro jogo das quartas de final contra o São Caetano. É muito cobrado pela torcida e imprensa pelos gols desperdiçados e, obviamente, não poderia ser diferente; a cobrança é natural e continuará. Porém, não podemos ser injustos, e temos que reconhecer o quanto o jogador evoluiu em 2017. Atuando como profissional, Bruninho vive o melhor momento da carreira. Ainda há muito para evoluir, mas, mantendo a cabeça no lugar, isso vai acontecer. É inegável que ele perde gols, mas também é inegável que se convertesse todas as oportunidades que cria, hoje não estaria no XV.

Me lembro que no final de 2016, conversei com um dirigente do XV, falando sobre a montagem do elenco para a Série A2. Ele me disse: “Sei que vão criticar a gente, mas vamos segurar Celsinho, Bruninho e Samoel Pizzi”. Eu respondi que preferia acreditar que ele estava de brincadeira. Os números mostravam que era um erro manter esses jogadores. O XV quase caiu, mas Bruninho teve destaque. O atacante que marcou três gols em 2016, sendo dois pelo Monte Azul e um pelo Alvinegro, hoje é um dos principais jogadores do clube.

Não estou dizendo que ele é craque, nem que vai resolver todos os problemas do time, mas ele vem provando em campo que é bom jogador e pode ir longe no futebol, melhorando sua condição financeira e dando retorno ao XV, que é dono de 100% dos seus direitos econômicos. O contrato é válido até 30 de novembro de 2019. Boa sorte ao Bruninho e que ele ainda possa dar muitas alegrias ao torcedor quinzista.

Marcelo Sá é radialista e jornalista na Rádio Jovem Pan News Piracicaba

Voltar