Futebol

XV vira nos acréscimos e permanece na Série A2

Herói do título da Copa Paulista, o zagueiro Rodrigo salva time do rebaixamento

XV de Piracicaba 2x1 Portuguesa
Cerca de 4.000 pagantes compareceram ao Barão da Serra Negra (Foto: Mauricio Bento/Líder Esportes)

No futebol, não existe impossível. Aos 38min do segundo tempo, o XV de Piracicaba perdia para a Portuguesa por 1×0 no Barão da Serra Negra e estava virtualmente rebaixado para a Série A3. No futebol, lembre-se, não existe impossível. Dois gols nos minutos finais, o primeiro de Carlos Alberto aos 39min e o segundo do zagueiro Rodrigo, aos 45min, salvaram o Nhô Quim da queda para a terceira divisão. A vitória por 2×1 neste domingo (23) não apaga a má campanha do time piracicabano, que terminou a competição em 12º lugar, mas evita o desastre que seria cair dois anos seguidos.

Com a vitória, o XV garante a permanência na Série A2 do ano que vem: alívio

Conforme havia anunciado na véspera, o técnico Vica não mexeu na escalação do Alvinegro, que iniciou o duelo com três atacantes: Bruninho e Romarinho aberto pelos lados e Rafael Gomes centralizado. A expectativa de um jogo estudado no começo se confirmou. A iniciativa foi do XV, que precisava da vitória a qualquer custo para não cair para a Série A3. A Lusa também entrou em campo ameaçada de rebaixamento, mas o empate salvava a equipe do Canindé independente de qualquer resultado da rodada.

O jogo tinha velocidade, porém, o primeiro lance de perigo aconteceu apenas aos 20min, quando Samuel errou o bote em Bruno Duarte e o atacante abriu para Luizinho livre na esquerda. O camisa 7 da Portuguesa encheu o pé, mas Mateus Pasinato espalmou para escanteio. O Nhô Quim deu o troco três minutos depois, em jogada individual de Bruninho, que recebeu a bola de Romarinho, cortou a marcação de Dinho e chutou cruzado. De mão trocada, Ricardo Berna desviou pela linha de fundo.

Aos 36min, Mateus Pasinato salvou o XV. Após cobrança de escanteio, a bola sobrou para Bruno Duarte, que ficou cara a cara com o goleiro. O atacante tentou enganar o camisa 1, que fez milagre. No lance seguinte, Luizinho voltou a ficar livre e bateu da entrada da área, mas Mateus Pasinato se virou como pôde para espalmar; no rebote, Leandro Domingues tinha o gol escancarado, mas carimbou a trave direita do Nhô Quim. Na última ocasião antes do intervalo, foi Ricardo Berna quem impediu a abertura do placar. Gilsinho deixou Bruninho sozinho de frente para o gol, e o goleiro fez excelente defesa.

Lesionado, o volante Clayton ficou nos vestiários e foi substituído por Bruno Formigoni. O segundo tempo começou da pior forma possível para o time piracicabano. Aos 2min, Luizinho escapou em velocidade pela direita, ganhou de Gilson na corrida e acertou o ângulo de Mateus Pasinato para colocar a Portuguesa em vantagem: 1×0. O gol deixou grogue o XV, que teria de virar para evitar a queda. Aos 12min, o zagueiro Rodrigo foi ao ataque e chegou a balançar a rede, mas a arbitragem apontou corretamente o impedimento.

XV de Piracicaba 2x1 Portuguesa

Rodrigo marcou o gol da vitória: zagueiro virou herói no Barão (Foto: Mauricio Bento/Líder Esportes)

Na tentativa de reagir, Vica sacou Rafael Gomes para a entrada de Carlos Alberto. A pouca esperança que havia no Barão da Serra Negra diminuiu aos 33min, quando Ricardo Berna pegou duas bolas inimagináveis. No primeiro lance, o goleiro da Lusa evitou o gol de Carlos Alberto; na sequência, Samuel mandou uma bomba e o camisa 1 da Lusa voou para desviar a bola, que ainda tocou a trave antes de sair.  Vica mexeu pela última vez com o meia Barreto no lugar do lateral-esquerdo Samuel. A cartada surtiu efeito rápido: aos 39min, Carlos Alberto pegou o rebote de uma bola alçada na área e empurrou para a rede: 1×1.

HERÓICO

Nos cinco minutos finais, o desespero deu lugar ao êxtase. Foram várias bolas alçadas na área, inclusive com Mateus Pasinato indo ao ataque. O que parecia impossível aconteceu aos 45min: Romarinho cobrou falta e quase 4.000 torcedores subiram para cabecear. O mais iluminado entre todos foi o zagueiro Rodrigo, o mesmo que havia feito o gol do título da Copa Paulista 2016 em Araraquara. No alto, ele marcou o gol que garantiu a permanência do Nhô Quim na Série A2 do Campeonato Paulista em 2018: 2×1 e alívio geral nas arquibancadas.

FICHA TÉCNICA

Esporte Clube XV de Piracicaba

2  XV DE PIRACICABA

Mateus Pasinato; Zé Mateus, Doni, Rodrigo e Samuel (Barreto); Clayton (Bruno Formigoni), Gilson e Gilsinho; Romarinho, Bruninho e Rafael Gomes (Carlos Alberto). Técnico: Vica

ASSOCIAÇÃO ATLÉTICA PORTUGUESA DE DESPORTOS

1  PORTUGUESA

Ricardo Berna; Bruno Santos, Everton, Bruno Oliveira e Thiago Feltri; Dinho, Luizinho e Fernando Martins (Bruno Xavier); Leandro Domingues; Bruno Duarte  (Rômulo) e Adilson (Rodolfo). Técnico: Estevam Soares

Gols: Luizinho (POR) aos 2min, Carlos Alberto (XV) aos 39min e Rodrigo (XV) aos 45min/2ºT | Árbitro: Vinicius Gonçalves Dias Araujo | Cartões amarelos: Doni (XV); Bruno Oliveira (POR) | Público: 3.831 pagantes | Renda: R$ 47.705,00

Início