Futebol

XV tenta fugir da A3 em Santa Bárbara d’Oeste

Time piracicabano está obrigado a vencer o União para seguir vivo na Série A2

Samuel, lateral-esquerdo do XV de Piracicaba
O lateral-esquerdo Samuel deve voltar ao time titular (Foto: Mauricio Bento/Líder Esportes/Orientec)

O XV de Piracicaba coloca em jogo neste sábado (15), a partir das 16h, em Santa Bárbara d’Oeste, a sua permanência na Série A2 do Campeonato Paulista. Com 19 pontos conquistados em 17 jogos, o time piracicabano entra na penúltima rodada em 16º lugar, na zona de rebaixamento. Uma derrota no estádio Antonio Lins Ribeiro Guimarães contra o já rebaixado União Barbarense pode inclusive significar a queda do Nhô Quim para a Série A3 em 2018, desde que Velo Clube e Barretos vençam seus compromissos. Uma vitória sobre o Leão da 13, combinado com tropeços dos rivais, tira o Alvinegro do Z-6 restando um jogo para o encerramento da primeira fase.

O XV precisa dos três pontos a qualquer custo; empate não serve para a equipe

A conta do técnico Vica é simples: o XV precisa dos três pontos a qualquer custo. O empate não serve para a equipe piracicabana. Como venceu apenas três vezes em 17 jogos, o Nhô Quim leva desvantagem contra todos os concorrentes diretos. Barretos e Velo Clube, os dois times imediatamente acima na classificação geral, ganharam cinco partidas. Neste sábado, a equipe de Rio Claro recebe o vice-líder Água Santa, enquanto o Barretos visita no domingo (16) o Guarani, que ainda busca uma vaga nas semifinais. Em relação ao time titular, o treinador definirá a escalação horas antes do jogo.

Apesar de ter uma tabela teoricamente mais fácil que os adversários, o retrospecto do XV de Piracicaba não dá nenhum motivo para confiar em uma vitória em Santa Bárbara d’Oeste. Nos quatro confrontos já realizados contra as equipes que hoje estão na zona de rebaixamento, o Alvinegro empatou quatro vezes: três fora de casa (Barretos 1×1, Capivariano 1×1 e Rio Preto 2×2) e uma no Barão da Serra Negra, contra o Mogi Mirim (1×1). Mesmo com o péssimo momento vivido pelo time, a torcida organiza uma caravana para acompanhar a equipe.

A Torcida Uniformizada Esquadrão, maior organizada do clube, partirá em direção à cidade vizinha às 14h do sábado, com saída de sua sede (rua São José, 1.305). Até o inicio da tarde desta sexta-feira (14), dois ônibus já haviam sido lotados para acompanhar a partida. De acordo com o presidente da torcida, Felipe Gema, os interessados podem fazer as reservas através do telefone (19) 98100-5215. “O que nos move é algo inexplicável, é a paixão de torcer para o XV que nos tornou pessoas mais esperançosas. O impossível e o improvável sempre acontecem com o XV, tanto a favor como contra, e quando a gente vê a zebrada entrando em campo, acreditamos em tudo de novo”, disse Gema.

INGRESSOS

A passagem é gratuita. Os ingressos custam R$ 40 (inteiro) e R$ 20 (meio). Em nota, o clube disse que a diretoria tentou negociar o valor com os dirigentes do União Barbarense, porém, a direção do Leão da 13 decidiu dobrar o preço. Assim, os bilhetes poderão ser adquiridos somente no dia jogo, na bilheteria do portão 4 (rua José Benedito Teixeira), a partir das 14h. Pagam meia os aposentados, estudantes, mulheres e professores da rede pública de ensino. A apresentação do documento é obrigatória. Crianças com menos de 12 anos não pagam, mas devem retirar o ingresso na bilheteria.

Início